Soluções formais no enfrentamento dos problemas da prática escolar: o estranhamento dos professores de educação física escolar

Carlos Henrique Ferreira Magalhães, Telma Adriana Pacífico Martineli

Resumo


Esse estudo tem como objetivo refletir as categorias empíricas constadas no levantamento a respeito das dificuldades dos professores de educação física, recém-formados, no desenvolvimento de suas práticas escolares. A pesquisa foi desenvolvida junto aos professores do Núcleo Regional de Educação de Maringá-PR, por meio de um questionário semi-aberto. Dos 52 questionários respondidos foram extraídas as categorias de análise, a saber: políticas públicas de formação continuada de professores; organização coletiva do trabalho pedagógico; legitimidade da Educação Física; políticas públicas de investimento; participação dos alunos e da família; recursos materiais. O caminho metodológico orientador das análises segue as indicações de Netto (2002) da necessidade de ir aos clássicos e Lessa (1999) para depurar os elementos apresentados na primeira impressão e analisar os seus distintos complexos mediando com a totalidade. As análises permitiram considerar que as indicações realizadas pelos professores de educação física para a superação dos problemas na cotidianidade são soluções formais. Uma solução essencial exige o aporte de uma política radical. (MÉSZÁROS, 2005).


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n36p214



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA