Soluções formais no enfrentamento dos problemas da prática escolar: o estranhamento dos professores de educação física escolar

Autores

  • Carlos Henrique Ferreira Magalhães UEM
  • Telma Adriana Pacífico Martineli UEM

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n36p214

Palavras-chave:

Educação Física, Esporte, Lazer

Resumo

Esse estudo tem como objetivo refletir as categorias empíricas constadas no levantamento a respeito das dificuldades dos professores de educação física, recém-formados, no desenvolvimento de suas práticas escolares. A pesquisa foi desenvolvida junto aos professores do Núcleo Regional de Educação de Maringá-PR, por meio de um questionário semi-aberto. Dos 52 questionários respondidos foram extraídas as categorias de análise, a saber: políticas públicas de formação continuada de professores; organização coletiva do trabalho pedagógico; legitimidade da Educação Física; políticas públicas de investimento; participação dos alunos e da família; recursos materiais. O caminho metodológico orientador das análises segue as indicações de Netto (2002) da necessidade de ir aos clássicos e Lessa (1999) para depurar os elementos apresentados na primeira impressão e analisar os seus distintos complexos mediando com a totalidade. As análises permitiram considerar que as indicações realizadas pelos professores de educação física para a superação dos problemas na cotidianidade são soluções formais. Uma solução essencial exige o aporte de uma política radical. (MÉSZÁROS, 2005).

Biografia do Autor

Carlos Henrique Ferreira Magalhães, UEM

Professor Adjunto da Universidade Estadual de Maringá. Licenciado em Educação Física pela UFRJ. Doutor em Educação pela Universidade Federal de São Carlos. Contato: henryferrer@gmail.com

Telma Adriana Pacífico Martineli, UEM

Professora Assistente da Universidade Estadual de Maringá. Licenciada em Educação Física pela UEM. Doutoranda em Educação pela UEM. Contato: tapmartineli@uem.b

r

 

Downloads

Publicado

2011-01-01