Esporte e educação não-formal no contexto do Programa Abrindo Espaços da UNESCO

Autores

  • Eduard Angelo Bendrath UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2012v24n38p123

Palavras-chave:

Educação Física, Esporte, Lazer

Resumo

A adoção de medidas que visam contribuir para a aproximação entre Escola e Comunidade passaram a ser uma das grandes apostas da UNESCO para a melhoria da qualidade da educação e redução da violência entre jovens no Brasil. Nesse sentido o Programa Abrindo Espaços, matriz pedagógica conceitual da organização, propõe a abertura das escolas públicas aos finais de semana, oferecendo à comunidade acesso a projetos baseados no modelo de educação não-formal, sendo o esporte um eixo fundamental nessa ação. Esse texto visa, portanto, discutir os conceitos teóricos relativos à implantação dessa política pública, identificando os marcos de aproximação entre esporte e educação não-formal na proposta da UNESCO.

Biografia do Autor

Eduard Angelo Bendrath, UNESP

Graduado em Educação Física e Mestre em Educação na área de políticas públicas e formação de professores. Pesquisador do grupo “Profissão docente: formação, identidade e representações sociais” da Unesp/FCT junto ao CNPq. Contato: bendrath@ig.com.br.

Downloads

Publicado

2012-09-13