A capoeira como possível instrumento de práxis revolucionária: experiência no CEC Itacorubi - Florianópolis/SC

Marcos Cordeiro Bueno, Bruno Emmanuel Santana da Silva, Paulo Ricardo do Canto Capela

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n37p83

Este trabalho objetivou analisar a prática do ensino da capoeira para as crianças e adolescentes do Centro de Educação Complementar do Itacorubi pautada na construção da práxis revolucionária. Como problemática levantou-se a questão de qual é a contribuição da capoeira como instrumento de formação humana para a práxis revolucionária dos educandos e educandas deste espaço educativo. Para a resposta deste problema nos propusemos a construir uma pesquisa analisando os dados de registro de quase quatro anos de prática pedagógica com a capoeira nesta instituição, a fim de evidenciarmos se a capoeira pode ou não ser um instrumento de práxis revolucionária.


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n37p83



Motriviv. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

 

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição NãoComercial-CompartilhaIgual - CC BY-NC-SA