Professores universitários de Educação Física: a prática profissional sob investigação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2021e77239

Palavras-chave:

Educação física, Docentes, Universidade, Ensino

Resumo

O contexto da docência universitária é eivado de complexidade, independentemente da área e, neste sentido, urge ser investigado, especialmente sob o ponto de vista dos professores universitários, como no presente caso. O objetivo deste estudo foi analisar e compreender a prática profissional de professores universitários de Educação Física. A partir da abordagem qualitativa, foram realizadas 11 entrevistas semiestruturadas com docentes de um curso de graduação em Educação Física de uma universidade pública, além da análise do Currículo Lattes dos mesmos. Foi possível concluir que os docentes estão satisfeitos com suas escolhas profissionais e buscam se organizar para cumprir as diversas atividades acadêmicas. Entretanto, problemas como elevada carga de trabalho, conflitos de relacionamentos, falta de infraestrutura adequada, dentre outros, geram dificuldades ao cotidiano da profissão e podem impactar a saúde do docente.

Biografia do Autor

Roberta de Souza Gomes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

 - Mestre em Educação Física pela UFRJ

 - Universidade Federal do Rio de Janeiro 

Francisco Lamassa Junior, Universidade Federal do Rio de Janeiro

 - Mestre em Educação Física pela UFRJ

 - Universidade Federal do Rio de Janeiro 

Alan Camargo Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro

 - Doutor em Saúde Coletiva pela UFRJ

 - Universidade Federal do Rio de Janeiro 

Sílvia Maria Agatti Lüdorf, Universidade Federal do Rio de Janeiro

 - Doutora em Educação pela UFRJ

 - Universidade Federal do Rio de Janeiro 

Referências

ALMEIDA, Maria Isabel; PIMENTA Selma Garrido. Pedagogia universitária: valorizando o ensino e à docência na universidade. Revista Portuguesa de Educação, Porto, v. 27, n. 2, p. 7-31, 2014.

BOTH, Jorge et al. Bem-estar do trabalhador docente em Educação Física ao longo da carreira. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 24, n. 1, p. 233-246, 2013.

CAMPOS, Vanessa Bueno; ALMEIDA, Maria Isabel. Contribuições de ações de formação para (trans) formação de professores universitários. Revista Linhas, Florianópolis, v. 20, n. 43, p. 21-50, 2019.

CARLOTTO, Mary Sandra. Síndrome de burnout e características de cargo em professores universitários. Revista Psicologia: Organização e Trabalho, Brasília, v. 4, n. 2, p. 145-162, 2004.

CERICATO, Itale Luciane. A profissão docente em análise no Brasil: uma revisão bibliográfica. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 97, n. 246, p. 273-289, 2016.

CHAUI, Marilena. A universidade pública sob uma nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 5-15, 2003.

COELHO, Camila Henriques. Gestão acadêmica exercida por professores universitários: um estudo de caso. Revista Gestão e Saúde, Brasília, v. 8, n. 1, p. 162-179, 2017.

CORTEZ, Pedro Afonso et al. A saúde docente no trabalho: apontamentos a partir da literatura recente. Cadernos Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 25, n. 1, p. 113-122, 2017.

FARIAS, Gelcemar Oliveira; BATISTA, Paula Maria Fazendeiro; GRACA, Amândio Nascimento Juarez Vieira. Ciclos da trajetória profissional na carreira docente em Educação Física. Movimento, Porto Alegre, v. 24, n. 2, p. 441-454, 2018.

FAVATO, Cristhina Naline; JORGE, Both. Motivos para abandono e permanência na carreira docente em Educação Física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Porto Alegre, v. 41, n. 2, p. 127-134, 2019.

FOLLE, Alexandra et al. Construção da carreira docente em Educação Física: escolhas, trajetórias e perspectivas. Movimento, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 25-49, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 3. ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREITAS, Diego Costa et al. O envelhecer na visão do profissional de Educação Física atuante em academia de ginástica: corpo e profissão. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 4, p. 1523-1541, 2014.

GEREZ, Alessandra Galve; BRACHT, Valter. As faces da precariedade do trabalho docente e as estratégias de ação de professores de Educação Física atuantes no ensino superior privado mercantil. Motrivivência, Florianópolis, v. 31, n. 60, p. 1-22, 2019.

GOMES, Murilo Cabral. Tempo de carreira, envelhecimento e prática laboral do professor de Educação Física em escolas públicas da cidade do Rio de Janeiro. 2016. Dissertação (mestrado em Educação Física) - Escola de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

GUIMARÃES, André Rodrigues; CHAVES, Vera Lúcia Jacob. A intensificação do trabalho docente universitário. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Porto Alegre, v. 31, n. 3, p. 567-586, 2015.

HOPF, Ana Claudia Oliveira; CANFIELD, Marta Salles. Profissão docente: estudos da trajetória de professores universitários de Educação Física. Kinesis, Santa Maria, v. 24, n. 1, p. 50-72, 2001.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António (Org.). Vida de professores. 2 ed., Lisboa: Porto Editora, 2007. p. 43-56.

JACOMINI, Maria Aparecida; PENNA, Marieta Gouvêia Oliveira. Carreira docente e valorização do magistério: condições de trabalho e desenvolvimento profissional. Pro-Posições, Campinas, v. 27, n. 2, p. 177-202, 2016.

LEMOS, Carlos Augusto Foglirani; NASCIMENTO, Juarez Vieira; BORGATTO, Adriano Ferreti. Parâmetros individuais e sócio-ambientais da qualidade de vida percebida na carreira docente em Educação Física. Revista Brasileira de Educação Física, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 81-93, 2007.

LOPES, Priscila; CARBINATTO, Michele Viviene. Educação Física e docência universitária: estado da arte das publicações em periódicos brasileiros. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 9, e002594, 2019.

LÜDORF, Sílvia Maria Agatti; ORTEGA, Francisco Javier Guerrero. Marcas no corpo, cansaço e experiência: nuances do envelhecer como professor de Educação Física. Interface Comunicação Saúde Educação, Botucatu, v. 17, n. 46, p. 661-675, 2013

LÜDORF, Sílvia Maria Agatti. Metodologia da Pesquisa: do projeto ao Trabalho de Conclusão de Curso. Curitiba: Appris; 2017.

LÜDORF, Sílvia Maria Agatti; REI, Bruno Duarte; SILVA; Alan Camargo. Corpo e educação física: trajetórias investigativas. Curitiba: Appris; 2018.

MARTINS, Marcos Francisco; VARANI, Adriana. Professor e pesquisador: considerações sobre a problemática relação entre ensino e pesquisa. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 12, n. 37, p. 647-680, 2012.

MEYER, Patrícia; ORLANDO, Evelyn Almeida; VOSGERAU, Dilmeire Sant´anna Ramos. Produtivismo acadêmico e suas repercussões no desenvolvimento profissional de professores universitários. Educação e Sociedade, Campinas, v. 38, n. 138, p. 231-247, 2017.

NASCIMENTO, Machado Daniel Pamela; POLIA, Andreza Aparecida. Planos para o futuro: uma análise da perspectiva ocupacional de professores universitários para o período da aposentadoria. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, São Carlos, v. 27, n. 2, p. 390-402, 2019.

NUNES, Claudio Pinto; OLIVEIRA, Dalila Andrade. Trabalho, carreira, desenvolvimento docente e mudança na prática educativa. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 1, p. 66-80, 2017.

PORTUGAL, Mariana Costa. O envelhecimento do professor de Educação Física: atuação profissional, concepção e autogestão do corpo. 2017. Dissertação (mestrado em Educação Física) - Escola de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

RECKTENVALD, Marcelo; SOUZA, Irineu Manoel. Normatização das atividades docentes nas Instituições Federais de Ensino Superior: O caso da Universidade Federal da Fronteira do Sul (UFFS). In: COLÓQUIO INTERNACIONAL DE GESTIÓN UNIVERSITÁRIA, Gestión de la Investigación y Compromiso Social de la Universidad, XVI, 2016, Peru. Anais ... Peru: UFSC, 2016, 17p.

REZER, Ricardo et al. Trabalho docente na Educação Superior: reflexões epistemológicas no campo da Educação Física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 34, n. 4, p. 891-908, 2012.

RUZA, Fábio Machado; SILVA, Santuza Amorim; PÁDUA, Karla Cunha. Ser professor universitário: identidades construídas entre aspectos de satisfação e insatisfação profissional. Revista Linhas Críticas, Brasília, v. 21, n. 44, p. 179-199, 2015.

SILVA, Alan Camargo; LÜDORF, Sílvia Maria Agatti. Envelhecendo como professor de Educação Física: um olhar sobre o corpo e a profissão. Revista de Educação Física/UEM. Maringá, v. 21, n. 4, p. 645-654, 2010.

STANO, Rita Cássia Magalhães Trindade. Identidade do professor no envelhecimento. São Paulo: Cortez, 2001.

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação e Sociedade, Campinas, v. 21, n. 73, p. 209-244, 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

TURATO, Egberto Ribeiro. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa: construção teórico-epistemológica, discussão comparada e aplicação nas áreas da saúde e humanas. 5. ed., Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

2021-04-12

Edição

Seção

Artigos Originais