Circo nas aulas de Educação Física: para além do domínio motor

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2022.e83701

Resumo

O presente artigo relata a prática pedagógica de docentes de Educação Física Escolar que desenvolveram dois projetos relacionados ao circo, sendo um com discentes do Ensino Fundamental e, outro, com os do Ensino Médio. Objetiva-se, inicialmente, discorrer sobre a importância do compromisso ético-político-pedagógico dos professores frente às disparidades sociais, a fim de estabelecer uma ação didática situada com vistas à emancipação coletiva, na acepção freireana. Em seguida, apresentam-se as potencialidades artísticas, afetivas, estéticas, críticas e socioculturais da tematização do circo nas aulas de Educação Física através do relato dos projetos “O circo chegou - o fazer coletivo das acrobacias” e “Circo: entre o espetáculo e o cotidiano”. Os resultados evidenciam um rompimento com a visão tecnicista e projetam a potencialidade de tematizar o circo na educação básica como forma de possibilitar trocas humanizadoras provenientes de relações que se constituem a partir de um diálogo com o outro, com o mundo.

Biografia do Autor

Fernando Dias de Oliveira, Universidade de Barcelona, UB, Faculdade de Educação, Barcelona, Catalunha, Espanha.

Doutorando em Educação e Sociedade, Universidade de Barcelona, UB, Barcelona, Espanha. Mestre em Educação, Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil. Licenciado em Educação Física, Universidade de São Paulo, USP, Brasil. Professor de Educação Física no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de São Paulo, IFSP, Brasil.

Diogo Inacio Dias, Universidade Federal de São Carlos, Departamento de Ciências Humanas e Educação, Sorocaba, Brasil.

Mestrando em Educação, Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil. Licenciado em Arte-Teatro, Universidade Estadual Paulista, UNESP, Brasil. Licenciado em Educação Física, Universidade de São Paulo, USP, Brasil. Docente de Educação Física na Escola Carlitos e Colégio Ítaca, Brasil.

Luís Bruno de Godoy, Universidade Estadual de Campinas, Unicamp.

Doutorando em Educação Física e Sociedade, Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, Brasil. Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Unicamp, Brasil. Graduação em Ciência do Esporte, Unicamp, Brasil. Ator e palhaço habilitado pela SATED/SP, Brasil.

Rogerio Zaim-de-Melo, Professor Adjunto da UFMS, Campus do Pantanal.

Doutor em Educação Brasileira, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil. Mestrado em Educação Física, Universidade de São Paulo, USP, Brasil. Graduação em Educação Física, Universidade Estadual Paulista, UNESP, Brasil. Professor Adjunto da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, UFMS, campus do Pantanal, Brasil.

Referências

APPLE, Michael. Poder, significado e identidade: ensaio de estudos educacionais críticos. Porto: Porto Editora, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

BERGMANN, Jonathan; SAMS, Aaron. Sala de aula invertida: uma metodologia ativa de aprendizagem. Rio de Janeiro: LTC, 2017.

BOLOGNESI, Mario Fernando. Palhaços. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

BONETTO, Pedro Xavier Russo; NEIRA, Marcos Garcia. Multiculturalismo: polissemia e perspectivas na Educação e Educação Física. Dialogia, v. 1, p. 69-82, 2017. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/6624 Acesso em: 01 set. 2021.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; MACHADO, Gustavo Arruda. Reflexões sobre o circo e a Educação Física. Corpoconsciência, Santo André, SP, n. 12, p. 39-69, 2003. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/3923 Acesso em: 01 set. 2021.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho (Org.). Introdução à pedagogia das atividades circenses. Jundiaí: Editora Fontoura, 2008.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho (Org.). Introdução à pedagogia das atividades circenses. Jundiaí: Editora Fontoura, 2010. v. 2.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/introducao.pdf Acesso em: 01 set. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/base-nacional-comum-curricular-bncc Acesso em: 01 set. 2021.

CANDAU, Vera Maria (Org.). Didática crítica intercultural: aproximações. Petrópolis: Vozes, 2012.

CARRASCO-SEGOVIA, Sara; HERNÁNDEZ-HERNÁNDEZ, Fernando. Cartografiar los afectos y los movimientos en el aprender corporeizado de los docentes. Movimento, Porto Alegre, v. 26, e26012, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.94792 Acesso em 01 set. 2021.

CONTRERAS, José. Relatos de experiencia, en busca de un saber pedagógico. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto) Biográfica, v. 1, n. 1, p. 14-30, 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2518 Acesso em: 01 set. 2021.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Trad. Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, 1997.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. O que é a filosofia: capitalismo e esquizofrenia 2. Rio de Janeiro: Editora 34, 2011. v.1.

DUPRAT, Rodrigo Mallet; PÉREZ-GALLARDO, Jorge Sergio. Artes circenses no âmbito escolar. Ijuí: Unijuí, 2010.

DUPRAT, Rodrigo Mallet; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Educação Física escolar: pedagogia e didática das atividades circenses. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 28, p. 171-189, 2007. Disponível em: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/63 Acesso em: 01 set. 2021.

FERRACINI, Renato. As setas longas do palhaço. Revista Sala Preta, n. 6, p. 65-69, São Paulo, 2006.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Trad. Lígia Vassalo. Petrópolis: Vozes, 1977.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se complementam. 27. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo; SHOR, Ira. Medo e ousadia: cotidiano do professor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

GADAMER, Hans-George. Verdade e método I: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. 15 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2015.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de; ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: UNESCO, 2019.

GENTILI, Pablo. Que há de novo nas novas formas de exclusão educativa? Neoliberalismo, trabalho e educação. Educação e Realidade, v. 20, n. 1, p. 191 202, jan./jun. 1995. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/71754 Acesso em: 01 set. 2021.

GODOY, Luís Bruno de; JUNIOR, Roberto Donato da Silva; SCHULZ, Peter Alexander Bleinroth. O palhaço no espaço do vazio no contexto hospitalar: a incerteza como potência criadora. Repertório: teatro e dança, Salvador, ano 23, n. 35, p. 160-184, 2020.2. Disponível em: https://doi.org/10.9771/r.v1i35.31964 Acesso em: 01 set. 2021.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Básica. Brasília: INEP, 2019. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/acesso-a-informacao/dados-abertos/sinopses-estatisticas/educacao-basica Acesso em: 01 set. 2021.

LAERTE. Suriá, a garota do circo. São Paulo: Devir/Jacaranda, 2000.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, abr. 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-24782002000100003 Acesso em: 01 set. 2021.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre a experiência. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2017.

MALDONADO, Daniel Teixeira; NOGUEIRA, Valdilene Aline. Educação física no ensino médio: experiências educativas inspiradas pelos ensinamentos freireanos. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 1, p. 49-54, fev. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.36453/2318-5104.2020.v18.n1.p49 Acesso em: 01 set. 2021.

MELO, Caroline Capellato; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; BARRAGÁN, Teresa Ontañón. Risas, brincos y volteretas: la enseñanza del circo en la escuela como actividad extracurricular. Retos, 42, 897-906. 2021. Disponível em: https://doi.org/10.47197/retos.v42i0.86337 Acesso em: 01 set. 2021.

MONTEIRO, Marcos Vinicius Pereira. Gênero e naturalização das diferenças na Educação Física escolar. Temas em Educação Física Escolar, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 53-71, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v1i1.637 Acesso em: 01 set. 2021.

NEIRA, Marcos Garcia. O multiculturalismo crítico e suas contribuições para o currículo da Educação Física. Temas em Educação Física Escolar, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 3-29, jan.-jun. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v1i1.628 Acesso em: 01 set. 2021.

NEIRA, Marcos Garcia. Os conteúdos no currículo cultural da educação física e a valorização das diferenças: análises da prática pedagógica. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 827-846, abr./jun., 2020. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=7843385 Acesso em: 01 set. 2021.

NOVAES, Adauto. O homem-máquina: a ciência manipula o corpo. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

OLIVEIRA, Fernando Dias de; MALDONADO, Daniel Teixeira. Educação Física Escolar no Ensino Médio: estímulo ao pensamento crítico e à formação da cidadania dos estudantes. In: MALDONADO, Daniel Teixeira; NOGUEIRA, Valdilene Aline; FARIAS, Uirá Siqueira. Os professores como intelectuais: novas perspectivas didático-pedagógicas na Educação Física Escolar brasileira. Curitiba: CRV, 2018. p. 265-280.

OLIVEIRA, Fernando Dias de; PESCE, Lucila. A formação docente, as tecnologias digitais da informação e comunicação e a inclusão digital nas escolas públicas: entre avanços e contradições. In: PESCE, Lucila. (Org.). Inclusão digital e empoderamento freireano: a formação de professores da educação básica em uma perspectiva dialógica e autoral. Uberlândia: Navegando Publicações, 2020. p. 107-119.

ONTAÑÓN, Teresa Barragán. Circo na escola: por uma educação corporal, estética e artística. 2016. Tese (Doutorado), Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Brasil, 2016.

PARNET, Claire. O abecedário de Gilles Deleuze. Site Dossiê Gilles Deleuze. 2010.

RIBEIRO, Camila da Silva; CARDANI, Leonora Tanasovici; RODRIGUES, Gilson Santos; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. O “não lugar” do circo na escola. Revista Portuguesa de Educação, v. 34, n.1. p. 246-263, 2021. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/rpe/article/view/16128 Acesso em 01 set. 2021.

SAVIANI, Demerval. História das idéias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

SERRA PRAYERAS, Pedrona; PRAT GRAU, Maria; NICOLINO, Aline da Silva; SOLER PRAT, Susanna; SILVA, Ana Márcia. Género y currículum de formación del profesorado en Educación Física: un diálogo entre Brasil y España. Revista Iberoamericana De Educación, v. 82, n. 2, p. 191-210, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.35362/rie8223637 Acesso em: 01 set. 2021.

SOARES, Carmen Lúcia. Imagens da educação no corpo: estudo a partir da ginástica francesa no século XIX. Campinas: Autores Associados, 2013.

ZAIM-DE-MELO, Rogerio; RIZZO, Deyivid Tenner de Souza; GODOY, Luis Bruno de; AMARAL, Laurianne Sorilla do. A utilização do tecido acrobático como conteúdo nas aulas de educação física escolar: um estudo com uma nona série do ensino fundamental. Repertório, Salvador, ano 23, n. 35, p. 63-86, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revteatro/article/view/35454 Acesso em 01 set. 2021.

ZAIM-DE-MELO, Rogerio; GODOY, Luis Bruno de; BRACCIALLI, Felipe. Quando o nariz vermelho se encontra com a Educação Física: potencialidades do palhaço como conteúdo na escola. Motrivivência, Florianópolis, v. 32, n. 63, p. 01-20, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e76909 Acesso em 01 set. 2021.

Downloads

Publicado

2022-03-07

Edição

Seção

Porta Aberta