O movimento operário no interior paulista: uma análise das greves gerais de 1917 e 1919 em Piracicaba

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2020.e74220

Palavras-chave:

Greves operárias de 1917 e 1919, Piracicaba, Primeira República

Resumo

A segunda década do século XX foi marcada por duas grandes greves gerais de operários, respectivamente nos anos 1917 e 1919. Os trabalhadores da cidade de São Paulo exerceram papel importante na história do movimento proletário desse período e foram os primeiros a cruzarem os braços na busca por profundas reformas sociais que melhorassem ou mesmo transformassem radicalmente as condições de vida da classe trabalhadora do país, influenciando militantes e operários em diferentes municípios do interior do estado e até mesmo em outras unidades federativas do Brasil. As paralisações, no entanto, ganharam contornos próprios em cada uma das cidades tomadas pela classe trabalhadora. As greves operárias de 1917 e 1919 em Piracicaba mantiveram semelhanças com os movimentos paredistas da capital paulista, mas também foram marcadas por peculiaridades que podem nos ajudar a compreender a complexa atuação dos trabalhadores nas pequenas e médias cidades brasileiras durante a Primeira República. Este artigo pretende, portanto, analisar esses dois importantes eventos no município, comparando-os com as mobilizações verificadas na capital, apontando as conexões e as singularidades regionais.

Biografia do Autor

Fabiana Ribeiro de Andrade Junqueira, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Graduada (2011) e Mestre (2014) em História pela Universidade Federal de São Paulo (USP).

Referências

BATALHA, Claudio. O movimento operário na Primeira República. Rio de Janeiro. Jorge Zahar Editora, 2000.

BILAC, Maria Beatriz Bianchini; MAESTRELLO, Ana Paula Vedovato; PADILHA, Danieli Alves; TERCI, Eliana Tadeu. Piracicaba A aventura desenvolvimentista (1950-1970). Piracicaba: UNIMEP, 2001.

BILAC, Maria Beatriz Bianchini; TERCI, Eliana Tadeu. Piracicaba: de centro policultor a centro canavieiro 1930-1950. Piracicaba: Núcleo de Pesquisa e Documentação Regional; FAP/PIBIC-CNPq, 2001.

BIONDI, Luigi. Classe e Nação: trabalhadores e socialistas italianos em São Paulo. Campinas: Editora da Unicamp, 2011.

BIONDI, Luigi; TOLEDO, Edilene. Uma revolta urbana: a greve geral de 1917 em São Paulo. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2018.

CANABRAVA, Alice; TEIXEIRA, Mendes M. A região de Piracicaba. Revista do Arquivo Municipal, São Paulo, v. 4, nº 45, p 275-338, 1938.

CASTELLUCCI, Aldrin. Guerra, revolução e movimento operário: as greves gerais de 1917-1919 no Brasil em perspectiva comparada. In: SPERANZA, Clarice Gontarski (org). História do Trabalho: entre debates, caminhos e encruzilhadas. Jundiaí: Paco Editorial, 2019.

CASTELLUCCI, Aldrin. Flutuações econômicas, crise política e greve geral na Bahia da Primeira República. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 25, n. 50, 2005.

DEAN, Warren. A industrialização de São Paulo. 1880-1945. Rio de Janeiro; São Paulo: Difel, 1971.

FERRAZ, Eduardo L. L. Acidentados e remediados: a lei de acidentes no trabalho na Piracicaba da Primeira República (1919-1930). Revisa Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 2, n. 3, p. 206-235, 2010.

FRACCARO, Glaucia. O direito das mulheres, feminismo e trabalho no Brasil (1917-1937). Rio de Janeiro. Editora FGV, 2019.

GUERRINI, L. História de Piracicaba em quadrinhos. Piracicaba: Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba, 1970.

HALL, Michael. A imigração na cidade de São Paulo. In: Porta, Paula (org.). História da cidade de São Paulo. v. 3 - A cidade na primeira metade do século XX, 1890-1954. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos. O breve século XX, 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

JUNQUEIRA, Fabiana R de A. Trabalhadores do Aço na Terra da Cana: os metalúrgicos e a formação da classe operária em Piracicaba (1945-1968). In: 30º Simpósio Nacional de História – ANPUH, 15 a 19 de Julho de 2019, UFPE- Recife, Anais (online). Disponível em: https://www.snh2019.anpuh.org/site/anais#F

LOPREATO, Christina Roquette. O Espírito da Revolta. A greve geral Anarquista de 1917. São Paulo: Annablume, 2000.

MARTINS, Carlos Roberto Sodero; NETTO, Samuel Pfromm. Pena, Escudo e Lança: Cem anos do Jornal de Piracicaba. Editora FORPAP, 2000.

NEME, Mário. História da fundação de Piracicaba. Piracicaba: João Mendes da Fonseca, 1943.

NEGRI, Barjas. Estudo de Caso da Indústria Nacional de Equipamentos-Análise do Grupo Dedini (1920-1970). Piracicaba: Editora Equilíbrio; Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba, 2010.

PACANO. F. A. O Forjar da Modernidade: Piracicaba e a Belle Époque Caipira (1989-1930). Tese de Doutorado apresentada ao Instituto de Geociência e Ciências Exatas do Campus de Rio Claro, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP, 2018.

PERECIN, Marly Therezinha Germano. A síntese urbana (1822-1930). Piracicaba: Equilíbrio; Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba, 1989.

PERES, Maria Thereza Miguel Peres. O colono de cana na modernização da Usina Monte Alegre: Piracicaba (1930-1950). Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Estudos Pós-Graduados da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 1990.

PETRONE, Thereza Sherer. A lavoura canavieira em São Paulo. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1968.

PINHEIRO, Paulo Sérgio. O proletariado industrial na Primeira República. In: FAUSTO, Boris (org.) História Geral da Civilização Brasileira, t. III, v. 2, Rio de Janeiro; São Paulo: Difel, 1978.

RAMOS, Pedro. História Econômica de Piracicaba (1765-1930): as particularidades do complexo canavieiro paulista. In: TERCI, Eliana Tadeu (org). O Desenvolvimento de Piracicaba. História e Perspectivas. Piracicaba. Editora UNIMEP, 2001.

SAMPAIO, Silvia Selingardi. Geografia Industrial de Piracicaba: um exemplo de interação indústria-agricultura. Tese de doutorado apresentada à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro, 1973.

TOLEDO, Edilene T. Travessias Revolucionarias - ideias de militantes sindicalistas em São Paulo e na Itália (1890-1940). Campinas: Editora da Unicamp, 2004.

Downloads

Publicado

2020-07-13

Edição

Seção

Artigos