Conhecimento, sociedade e educação de professores: crítica consistente ou conservadorismo político?

Autores

  • Astrid Baecker Avila Universidade Federal do Paraná, Curitiba
  • Vidalcir Ortigara UNESC, Criciuma

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Educadores-formação, Professores-formação, Conhecimento-ontologia, Educators-Education, Teachers-Education, Knowledge-ontology, Educadores-Formación, Profesores-Formación, Conocimiento-ontologia

Resumo

Neste artigo, apontamos alguns indicadores para repensar a formação de educadores tomando como eixo central a questão do conhecimento como pretensão de proximidade com o real. Objetivamos esboçar uma crítica às perspectivas neopragmáticas presentes na formação docente, em que o conhecimento deve se limitar a expressar as aparências ou estabelecer formulações que abrangem o imediato do objeto, podendo redundar numa visão distorcida ou lacunar do real – e nele, a realidade social. Realizamos uma refl exão sobre o papel do conhecimento na formação de professores, apontando os seus limites na linha “prático-refl exiva”. Ao final, indicamos que esta linha se aporta no movimento do “recuo da teoria”, favorecendo o bloqueio da crítica consistente, e colabora com o conservadorismo político.

Downloads

Publicado

2007-11-16