A matemática na formação dos professores do ensino primário em Portugal, da reforma pombalina de 1772 até 1910

Autores

  • Rui Candeias Universidade Nova Lisboa
  • José Manuel Matos Universidade Nova Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2016v34n1p41

Resumo

As escolas de formação de professores para os anos elementares desempenharam um papel central na formação do saber pedagógico em Portugal. Sendo assim, este artigo pretende contribuir para o conhecimento dos saberes matemáticos e do seu ensino desenvolvidos nestas escolas até 1910. Este estudo histórico documental baseou-se na legislação (leis, decretos, portarias, circulares e instruções enviadas às escolas). No texto, após uma breve caraterização da evolução das escolas normais, estuda-se a presença da matemática sucessivamente: nos exames de acesso à profissão para os candidatos sem o curso das escolas normais; nos exames de acesso às escolas normais; nas disciplinas destas escolas; e nos conteúdos das disciplinas agrupados consoante os tópicos matemáticos. Quanto aos conteúdos matemáticos, dois eixos se tornaram claros. Se por um lado eles foram tornando mais complexos (incluindo, por exemplo, a álgebra ou os logaritmos), por outro desde muito cedo a matemática estudada envolve temas próximos de aplicações profissionais (contabilidade, agrimensura) e que fazem parte da função formativa das escolas primárias portuguesas no período em análise. O estudo destes programas mostra a construção gradual de um conjunto de saberes matemáticos, que vão para além do que o futuro professor teria que ensinar, onde são também apresentadas algumas sugestões de caráter metodológico, em linha com o que seria de esperar da gradual construção de uma cultura de escola de formação de professores do ensino primário.

 

Biografia do Autor

Rui Candeias, Universidade Nova Lisboa

Professor do Agrupamento de Escolas Terras de Larus/Unidade de Investigação Educação e Desenvolvimento, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

José Manuel Matos, Universidade Nova Lisboa

Professor Aposentado da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

Downloads

Publicado

2016-06-21

Como Citar

Candeias, R., & Matos, J. M. (2016). A matemática na formação dos professores do ensino primário em Portugal, da reforma pombalina de 1772 até 1910. erspectiva, 34(1), 41–66. https://doi.org/10.5007/2175-795X.2016v34n1p41