Formação continuada de professores dos anos iniciais: “Seminário de Boas Práticas” como proposta de formação e integração docente

Autores

  • Mariana Vaitiekunas Pizarro Instituto Federal do Paraná - IFPR / Londrina - PR
  • Regina Célia dos Santos Nunes Barros Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp / Bauru - SP
  • Marli Aparecida Bartholomae da Silva Secretaria do Estado da Educação de São Paulo - SEE-SP / Bauru - SP

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2017v35n3p937

Palavras-chave:

Formação de professores, Anos iniciais do ensino fundamental, Formação continuada

Resumo

Muitos são os estudos que apontam desafios, demandas e necessidades na busca pelo aprimoramento da formação de professores. Buscando romper com a visão de professor que “reproduz sempre as mesmas práticas”, o presente estudo objetiva conhecer o posicionamento dos professores sobre uma proposta de formação na escola através da socialização de práticas pedagógicas consideradas bem-sucedidas pelos docentes denominada “Seminário de Boas Práticas”, bem como avaliar o alcance dessa situação como proposta de formação continuada. A pesquisa, de caráter qualitativo, fez uso de questionários semiestruturados para mapear as percepções dos professores em relação a esta proposta formativa. Os resultados destacam a importância de qualificar o fazer docente para que não se resuma a um fazer destituído de finalidade e crítica, valorizando as ideias dos professores, tendo em vista legitimar os saberes docentes e refinar suas práticas, superando a compreensão do professor como mero executor de tarefas.

Biografia do Autor

Mariana Vaitiekunas Pizarro, Instituto Federal do Paraná - IFPR / Londrina - PR

Doutora em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Bauru). Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR/Londrina).

 

Regina Célia dos Santos Nunes Barros, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp / Bauru - SP

Mestra em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Bauru). Professora da Secretaria do Estado da Educação de São Paulo (SEESP/Bauru-SP).

 

Marli Aparecida Bartholomae da Silva, Secretaria do Estado da Educação de São Paulo - SEE-SP / Bauru - SP

Graduada em Pedagogia pela Universidade Nove de Julho (Uninove). Professora da Secretaria do Estado da Educação de São Paulo (SEESP/Bauru).

Downloads

Publicado

2017-12-31

Edição

Seção

Volume 35 número 3 2017