Poéticas do Traduzir a, na e para a China: uma proposta

Júlio Reis Jatobá

Resumo


Neste artigo apresentaremos e discutiremos alguns pensares do traduzir na e a China que nos conduzam à proposição de uma “poética do traduzir na China” e de uma “poética de traduzir a China”. Para cumprir este objetivo, traçaremos um breve panorama das perspectivas históricas e filosóficas das línguas chinesas e da literatura na China, bem como a visão de autores, tradutores e acadêmicos chineses e brasileiros sobre traduzir literatura da ou para a China. Iniciaremos nossa discussão com uma contextualização sobre a necessidade de (re)considerar as noções de língua, literatura e tradução nos tempo-espaços e espaços-geográficos da civilização chinesa para, em seguida, discorrer sobre a aplicação das noções de chinesidade (Yang Lian), traduto(meio)logia e traição criativa (Xie Tianzhen), paralaxe tradutória (Jatobá) e, ainda, da metáfora do Taotie (Ricardo Portugal), como alternativas para propor uma “poética do traduzir a, na e para a China”.


Palavras-chave


Poética do Traduzir; Literatura Chinesa; Tradução de Poesia Chinesa; Medio-translatology; Paralaxe Tradutória

Texto completo:

PDF/A

Referências


“Biografia de Gu Kaizhi (incluída na 62.a Série Biográfica (rolo 92) de Fang Xuanling 房玄齡).” O Livro de Jin (Jin shu). Pequim: Zhonghua Shuju, 1974. 2404-06.

Berman, Antoine. tradução e a letra ou o albergue do longínquo. Tradução de Furlan, Mauri, Marie-Hélène Catherine Torres and Andréia Guerini. Rio de Janeiro: 7Letras/PGET, 2007, 2007.

Bhabha, Homi. O local da cultura. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998.

Campos, Haroldo de. “Minha relação com a poesia chinesa”. Revista de Cultura 1995: 231-41.

Cheung, Martha P. Y. “Introduction: An Anthology of Chinese Discourse on Translation”. In: Cheung, Martha P. Y. An Anthology of Chinese Discourse on Translation: From Earlist Times to the Buddhist Project. Vol. 1. London & New York: Routledge, 2014[2006]. 268.

Robert. Sociologie de la Littérature (The Sociology of Literature). Tradução de Wang Meihua ( ) and Yu Pei ( ). Hefei: Anhui Literature

& Art Publishing House, 1987.

Faleiros, Álvaro. Traduções canibais: uma poética xamânica do traduzir. Florianópolis: Cultura e Barbárie, 2019.

Jatobá, Júlio Reis. “A paralaxe chinesa”. In: . Monteiro, Arthur and Isabela Lyrio (Eds). O Império do Meio. Brasilia: Esterográfica, 2015.

Jatobá, Júlio Reis. “Poesia e (in)traduzibilidade na língua chinesa”. Scientia Traductionis.13, Florianópolis, (2013): 213-23. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/scientia/article/view/30271. Acesso em: 24 set 2019

Liao, Hong Jun, (ed). [Manual da Literatura Comparativa Chinesa e Ocidental]. Shanghai: Sichuan People’s publishing House, 1987.

Paz, Octavio. Tradução: literatura e literalidade. Tradução de Doralice Alves de Queiroz. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2009.

Portugal, Ricardo Primo. “Antologia da poesia chinesa – Dinastia Tang; Poesia completa de Yu Xuanji: um percurso de transcriação em português”. Crossings: Brazil, Portugal and Greater China. 2015. [No Prelo]

Pozzana, Claudia e Alessandro Russo. “Esta é uma outra China”. Tradução de Andréia Guerini. Poesia Sempre 2007: 5.

Sinedino, Giorgio. “As Dimensões do Cânone-VII: Os três prefácios da

classificação dos poetas, por Zhong Rong - tradução, notas e comentário”. Revista de Cultura 2017: 132-54.

Sinedino, Giorgio. “O Poeta-Pintor no Seu Meio: Um Relance sobre Gu Kaizhi - Seleção de Fontes Biográficas e Ensaios.” Revista de Cultura 2017: 128-54.

Sinedino, Giorgio. “Ut Pictura Poesis: Intuições para a Experiência Chinesa - Um Esboço.” Revista de Cultura 2017.

Xie, Tianzhen. “Medio-Translatology: A New Area of Comparative Literature.” Revue de littérature comparée 337.1 (2011): 42-48. CAIR.INFO. Disponível em: https://www.cairn.info/revue-de-litterature-comparee-2011-1-page-42.htm. Acesso em: 25 set 2019

Xie, Tianzhen. “Medio-Translatology: New Perspectives on Comparative Literature and Translation Studies.” Comparative Literature: East & West 1.1 (2017): 125-33. Routledge. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/321222008_Medio-translatology_New_Perspectives_on_Comparative_Literature_and_Translation_Studies. Acesso em: 25 set 2019

Xie, Tianzhen. [traduto(meio)logia]. Shanghai: Shanghai waiyu jiaoyu

chubanshe, 1999.

Yang, Lian. “ [Dentro da língua-cultura chinesa]”. Yang Lian. Disponível em: http://yanglian.net/yanglian/pensee.html. Acesso em: 25 set 2019

Zha, Mingjian e Yu Tian. “ [On the Subjectivity of the Translator].” Chinese Translators Journal 24.1 (2003): 19-24.

Zhang, Jianbo. “Tradução de Obras de Jorge Amado: Um Estudo de Relações entre Tradução e Poder.” Tese de doutoramento em Estudos Literários. Universidade de Macau, 2018.

Žižek, Slavoj. A visão em paralaxe. Tradução de Maria Beatriz de Medina. São Paulo: Boitempo editorial, 2015.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2019v39nespp120



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.