Lexicografia bilíngüe e corpora paralelos: procedimentos e critérios experimentais.

Adriana Zavaglia

Resumo


Este trabalho tem como escopo apresentar uma abordagem interdisciplinar da lexicografia bilíngüe a partir de corpora paralelos pela discussão dos procedimentos e critérios a serem adotados para tal. Pretendese elaborar critérios que dêem conta da caracterização da variação semântica de uma determinada lexia em contexto autenticamente bilíngüe por intermédio de procedimentos balizados em expedientes lingüísticos e tradutológicos diversificados aplicados a corpora paralelos, incluindo: a concordância de lexias, o alinhamento de ocorrências paralelas na direção do português para o francês, a classificação das relações tradutórias em questão e uma análise enunciativo-distribucional dos enunciados nos quais ocorrem as lexias. Tal trabalho, ilustrado neste artigo pela observação e análise da lexia capanga, permite ao lexicógrafo incluir definições e contextualizações da variação semântica das lexias estudadas na microestrutura dos verbetes,que será baseada numa relação de proporcionalidade entre freqüência de ocorrência no corpus e ordem de inserção no verbete.

Palavras-chave


lexicografia bilíngüe; francês; português; enunciação; tradução; corpus.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.