Análise sobre a forma da escrita de palavras-chave em artigos científicos na área de ciências agrárias publicados no período de 1999-2011

Autores

  • Italo Souza Aquino Universidade Federal da Paraíba
  • Itiel Souza Aquino Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2013v18n37p227

Palavras-chave:

Metodologia científica, Unitermos, Palavras-chave

Resumo

Palavras-chave é a menor seção da escrita em artigos científicos; entretanto, seu uso ainda não é padronizado. O objetivo deste estudo foi realizar uma análise sobre a forma da escrita científica de Palavras-chave em artigos científicos nacionais, com base em 38 periódicos da área de ciências agrárias, publicados no período 1999-2011, em que os parâmetros analisados foram: Formas da escrita; Uso de negrito; Sinal usado após o termo Palavras-chave; Sinais de separação entre os vocábulos; Quantidade de palavras utilizadas; Uso de palavras simples versus compostas; Uso de letras maiúsculas versus minúsculas e Uso de ponto no final da seção Palavras-chave; os resultados demonstram que a expressão Palavras-chave é a mais usada (47,37%) entre as dez encontradas nas revistas analisadas; negrito, dois pontos (:) após Palavras-chave e ponto e vírgula entre os vocábulos são predominantes com 73,68, 86,85 e 78,95%, respectivamente; em 60% dos artigos se utilizam de 4-8 vocábulos em Palavras-chave; 78,95% compreendem palavras mistas; 55,26% apresentam letras maiúsculas na 1ª letra da 1ª palavra de Palavras-chave e 73,68% utilizam ponto após a última palavra desta seção. A variação na escrita de Palavras-chave não traz segurança aos pesquisadores quanto à sua escrita. Conclui-se, portanto, não haver um padrão na escrita de Palavras-chave em artigos científicos de periódicos nacionais publicados na área de ciências agrárias.

Biografia do Autor

Italo Souza Aquino, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba (1984), mestrado em Entomologia - Oklahoma State University (1990), Estados Unidos; Doutorado em Entomologia - Oklahoma State University (1997), Estados Unidos; e Pós-Doutorado em Comportamento em abelhas - Oklahoma State University (1990), Estados Unidos. Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal da Paraíba, ensinando as disciplinas de Fitossanidade, Apicultura, Cadeia Produtiva do Mel e Metodologia da Pesquisa Científica (Graduação), Metodologia do Trabalho Científico (Universidade Aberta do Brasil, UFPB Virtual), Metodologia da Pesquisa Científica (Pós-Graduação: Mestrado em Tecnologia Agroindustrial, Mestrado em Ciências Agrárias e Mestrado e Doutorado em Agronomia) e Seminário II (Pós-Graduação: Mestrado e Doutorado em Agronomia). Fundador e Chefe do Laboratório Apícola da UFPB, detém produção técnica e bibliográfica (artigos, resumos, palestras, orientação etc.) no Brasil e exterior. Possui patente de invenção e vários prêmios nacionais e internacionais relacionados à sua área de atuação, inclusive os prêmios: A CULTURA DO ALGODÃO - 1º LUGAR (Concurso Nacional), promovido pela EMBRAPA (1980); Prêmio Jovem Cientista (Menção Honrosa), promovido pelo CNPq (1983), enquanto aluno de Agronomia; CERTIFICATE OF HONOR (LINNAEAN GAMES COMPETITION) [EUA], Entomological Society of America - Southwestern Branch (1996), além de dois prêmios (1º e 2º lugares) da Entomological Society of America (1997) por apresentações científicas, painel e oral, respectivamente; e o Prêmio Excellence in Research Award (2002) da Oklahoma State University, Estados Unidos. É autor de 7 (sete) livros, totalizando 26 (vinte e seis) edições; três livros são sobre abelhas: nativas (autor), africanizada (co-autor) e apicultura (autor); um sobre elaboração de currículo (COMO PREPARAR SEU CURRICULUM VITAE - ATRAVÉS DA PLATAFORMA LATTES) e três best sellers sobre Metodologia Científica (autor): COMO LER ARTIGOS CIENTÍFICOS - DA GRADUAÇÃO AO DOUTORADO, COMO ESCREVER ARTIGOS CIENTÍFICOS - SEM ARRODEIO E SEM MEDO DA ABNT e COMO FALAR EM ENCONTROS CIENTÍFICOS - DO SEMINÁRIO EM SALA DE AULA A CONGRESSOS INTERNACIONAIS. Recebeu a Medalha de Honra ao Mérito Municipal, através do Projeto de Resolução No. 22 de 22 de julho de 2009 da Câmara Municipal de Campina Grande pela relavante dimensão de seus livros no mundo acadêmico. Seu livro COMO FALAR EM ENCONTROS CIENTÍFICOS foi um dos concorrentes ao PRÊMIO JABUTI 2010, promovido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). Em 2011, esses três livros de Metodologia Científica foram lançados, também, em versão Livro Digital para acesso em tabletes eletrônicos. Trabalha com pesquisas de comportamento em abelhas africanizadas e nativas e análise de mel.

Itiel Souza Aquino, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), Diretor Geral de Atividades da Liga Acadêmica de Clínica Médica (LACLIME)

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Resumos, NBR 6028. Rio de Janeiro, 2003.

AQUINO, I. S. Como escrever artigos científicos – sem arrodeio e sem medo da ABNT. 7ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010. 126p.

CASTRO, E. Terminologia, palavras-chave, descritores em saúde: qual a sua utilidade? Jornal Brasileiro de Aids. v. 2, n. 1, p. 51-61, 2001.

GONÇALVES, A. L. Uso de resumos e palavras-chave em Ciências Sociais: uma avaliação. Rev. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf. v. 13, n. 26, p. 78-93, 2008.

LEITE, R.; HUGUENIN, S. A importância dos descritores em ciências da saúde – DeCS para os anais brasileiros de dermatologia. Anais Brasileiros de Dermatologia. V. 80, n. 5, p. 457-8, 2005.

MADEIRA, M. C.; TAKAHASHI, M. K.; CARVALHO, M. A. Unitermos ou palavras-chave nos artigos das revistas nacionais de odontologia. Revista de Odontologia. V. 18 n.1/2, p. 335-40, 1989.

PEREIRA, M. G. Artigos científicos: como redigir, publicar e avaliar. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. 384p.

REGO, S. S.; SANTOS, A. F.; MEDEIROS, A. C. S. Fungos associados aos frutos e sementes de capororoca (Myrsine ferruginea) Myrsinaceae. Pesquisa Florestal Brasileira. s/v, n. 58, p. 85-88, 2009.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23ª ed. São Paulo: Cortez, 2007. 304p.

Downloads

Publicado

2013-08-13

Edição

Seção

Artigo