Arquitetura de publicação de dados abertos conectados governamentais da Universidade de Brasília

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2020.e67665

Palavras-chave:

Dados abertos, Dados conectados, Metadado, Ontologia, Transparência pública

Resumo

O governo brasileiro tem investido em meios para ampliar a transparência de suas ações incentivando a sociedade a participar ativamente da gestão pública, a fim de incrementar sua eficiência. Esta iniciativa foi consolidada pela Lei de Acesso à Informação que garante o acesso de qualquer cidadão a qualquer informação de interesse público, desde que não seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado, proporcionado a disponibilização de um volume massivo de dados oriundos de diversos órgãos da administração pública federal. Esses dados são gerados independentemente, dificultando a realização de integrações, comparações ou combinações de conjuntos de dados de origens diferentes. Então, torna-se necessário a criação de uma arquitetura que auxilie a publicação dos dados descritos semanticamente para promover a integração entre as diversas bases, e dessa forma, facilitar a análise conjunta desses dados. Assim, o presente trabalho tem por objetivo apresentar uma arquitetura baseada em sistemas de organização da informação e do conhecimento, para dar suporte à publicação de dados abertos conectados. A arquitetura proposta foi desenvolvida utilizando metadados e ontologias para conexão e representação semântica dos dados. A metodologia utilizada é de caráter qualitativo, sendo a pesquisa exploratória, visto que partiu dos estudos dos dados abertos conectados governamentais, de metadados, de ontologias e de Resource Description Framework, para estabelecer um elo entre tais conceitos. Em seguida, formulou-se uma arquitetura de publicação que foi validada por meio de um estudo de caso utilizando dados abertos oriundos dos sistemas de informação da Universidade de Brasília.

Biografia do Autor

Marcio de Carvalho Victorino, Faculdade de Ciência da Informação - UnB

Professor Adjunto do curso de Biblioteconomia da Faculdade de Ciência da Informação da UnB.

Luiz Martins, Universidade de Brasília

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada do Departamento de Ciência da Computação da UnB.

Maristela Holanda, Universidade de Brasília

Professora Associada do Departamento de CIência da Computação da UnB

Rodrigo Fonseca, Universidade de Brasília

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada do Departamento de Ciência da Computação da UnB.

Referências

AGILAR, Everton de Vargas. Uma abordagem orientada a serviços para a modernização de sistemas legados. 2016. Dissertação (Mestrado) — Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada, Departamento de Ciência da Computação, Universidade de Brasília. Brasília Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/80746649.pdf. Acesso em: 10 abr. 2019.

BAILEY, S. Information architecture: a brief introduction. 2003. Disponível em: https://www.iainstitute.org/sites/default/files/bailey-iaintro.pdf Acesso em: 19 novembro 2019.

BERNERS-LEE, Tim; HENDLER, James; LASSILA, Ora. The semantic web. Scientific american, v. 284, n. 5, p. 28-37, 2001. Disponível em: https://kask.eti.pg.gda.pl/redmine/projects/sova/repository/revisions/master/entry/doc/Master 20Thesis%20(In%20Polish)/materials/10.1.1.115.9584.pdf. Acesso em: 15 jan. 2019.

BERNERS-LEE, Tim, Tim. Linked data-design issues. W3C, 2006. Disponível em: https://www.w3.org/DesignIssues/LinkedData.html. Acesso em: 15 jan. 2019.

BRASIL. Constituição (1988a). Lei 12.527, de 18 de novembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, com o fim de garantir o acesso a informações. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12527.htm. Acesso em: 12 abr. 2019.

BRASIL. Constituição (1988b). Decreto 8.777, de 11 de maio de 2016. Institui a Política de Dados Abertos do Poder Executivo federal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/d8777.htm. Acesso em: 10 abr. 2019.

BRASIL. Governo Federal. Cartilha técnica para publicação de dados abertos no Brasil. Brasília: Governo Federal, 2011; 1.0. Disponível em: http://wiki.dados.gov.br/GetFile.aspx?Page=Tecnologia&File=Cartilha%20T%c3%a9cnica%20para%20Publica%c3%a7%c3%a3o%20de%20Dados%20Abertos%20no%20Brasil%20v1.pdf. Acesso em: 25 mai. 2019.

BRASIL. Governo Federal. Vocabulário Controlado do Governo Eletrônico. Brasília: Governo Federal, 2019. Disponível em: https://www.gov.br/governodigital/pt-br/governanca-de-dados/vocabulario-controlado-do-governo-eletronico. Acesso em: 21 dez. 2019.

DUBLIN CORE METADATA INITIATIVE – DMCI. Dublin core metadata element set, version 1.1. 2012. Disponível em: http://dublincore.org/documents/dces/. Acesso em: 15 jul. 2018.

EAVES, David. 2009. The Three Laws of Open Government Data. eaves.ca (blog), September 30. Disponível em: https://eaves.ca/ 2009/09/30/three-law-of-open-government-data/ Acesso em: 13 fev. 2019.

GUARINO, N. Formal Ontology and Information Systems. In: PROCEEDINGS OF FOIS’98. Amsterdam, Netherlands: IOS Press, p.3-15, jun. 1998.

GUO, Yuanbo; PAN, Zhengxiang; HEFLIN, Jeff. LUBM: A benchmark for OWL knowledge base systems. Journal of Web Semantics, v. 3, n. 2-3, p. 158-182, 2005. Disponível em: http://swat.cse.lehigh.edu/pubs/guo05a.pdf Acesso em: 25 abr. 2019.

HEATH, Tom; BIZER, Christian. Linked Data: Evolving the Web into a Global Data Space. Synthesis Lectures on the Semantic Web 1. [San Rafael, CA]: Morgan & Claypool. 2011.

HJØRLAND, Birger. Classification. KO KNOWLEDGE ORGANIZATION, v. 44, p. 97-128, 2017.

ISOTANI, Seiji.; BITTENCOURT, Ig Ibert. Dados Abertos Conectados: Em busca da Web do Conhecimento. São Paulo: Novatec, 2015.

LOD PROJECT - Linking Open Data (LOD) Project. 2010. Disponível em: https://www.w3.org/wiki/SweoIG/TaskForces/CommunityProjects/LinkingOpenData#Project_Description. Acesso em: 15 dez. 2019.

MARCONDES, Carlos Henrique. “Linked data”–dados interligados-e interoperabilidade entre arquivos, bibliotecas e museus na web. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 17, n. 34, p. 171-192, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/24410. Acesso em: 12 abr. 2018.

MARTINS, Luiz Carlos Barbosa. Proposta de arquitetura de publicação automatizada de dados abertos conectados utilizando meta-dados e ontologias. 2018. Dissertação (Mestrado) — Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada, Departamento de Ciência da Computação, Universidade de Brasília. Brasília Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/34816. Acesso em: 10 abr. 2019.

PEREIRA, Durval Vieira; MARCONDES, Carlos Henrique. Modelagem e Representação Semântica de Dados Governamentais Abertos da Previdência Social Brasileira. ENANCIB, Belo Horizonte - MG, October 2014.

RAUTENBERG, Sandro; BURDA, Alessandra Cassiana; DE SOUZA, Lucélia. Um workflow para compartilhamento de dados científicos primários baseado em dados abertos conectados. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 23, n. 53, p. 110-123, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2018v23n53p110. Acesso em: 20 fev. 2019.

SANTARÉM SEGUNDO, José Eduardo. Tecnologias de informação e comunicação para disponibilização de dados abertos em formato semântico. Ibersid, v. 7, 2013. Disponível em: https://www.ibersid.eu/ojs/index.php/ibersid/article/view/4075/3744. Acesso em: 18 mai. 2019.

SHAW, Mary; GARLAN, David. Formulations and formalisms in software architecture. In: Computer Science Today. Springer, Berlin, Heidelberg, p. 307-323, 1995.

SMIRAGLIA, Richard P. Replication and Accumulation in Knowledge Organization—An Editorial. KO KNOWLEDGE ORGANIZATION, v. 44, n. 5, p. 315-317, 2017.

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO – TCU. Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação. 5 motivos para a abertura de dados na Administração Pública. Brasília, 2015. Disponível em: https://portal.tcu.gov.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A8182A24F0A728E014F0B36E7016F34. Acesso em: 23 mai. 2019.

Publicado

2020-05-08

Edição

Seção

Artigo