Formação reflexiva de professores em Astronomia: indicadores que contribuem no processo

Rodolfo Langhi, Fabiana Andrade de Oliveira, Janer Vilaça

Resumo


Resultados de pesquisas frequentemente apontam sobre as problemáticas referentes ao ensino da Astronomia e suas relações com a formação inicial de professores. Em vista disso, cursos denominados de “formação continuada” são criados visando suprir estas lacunas formativas, porém, sob uma abordagem predominantemente conteudista, não proporcionando uma mudança efetiva da prática profissional do professor. Objetivamos, assim, sinalizar a superação deste modelo formativo conteudista identificando indicadores que se apresentaram como contribuintes para uma formação de professores sob abordagens reflexivas, conduzindo a possíveis mudanças em sua atuação em relação ao ensino da Astronomia. Estes indicadores foram constituídos a partir da Análise de Conteúdo de excertos de respostas de professores participantes de um programa de formação continuada e apontam para três etapas do processo reflexivo, a saber: reconhecimento sobre a importância de ensinar Astronomia, identificação de problemáticas intrínsecas e extrínsecas que podem interferir neste processo e, finalmente, mudança de postura quanto a ensinar Astronomia.


Palavras-chave


Educação em Astronomia; Formação de Professores; Análise de Conteúdo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7941.2018v35n2p461

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >