Paradigma e Disciplina nas Perspectivas de Kuhn e Morin

Autores

  • Sérgio Luís Boeira Universidade do Vale do Itajaí
  • Adilson Alciomar Koslowski UNIFEBE

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2009v6n1p90

Palavras-chave:

Filosofia da ciência, paradigma, complexidade,

Resumo

http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2009v6n1p90

 

Este ensaio compara o conceito de paradigma nas perspectivas de Thomas Kuhn e Edgar Morin. Apesar da relevância internacional de suas obras e de suas contribuições para a história da ciência e para a filosofia da ciência, observa-se na literatura uma falta de estudos comparativos sobre suas principais idéias, o que tem gerado confusões e simplificações. O ensaio parte de extensa pesquisa de obras publicadas pelos autores em âmbito internacional. Na primeira seção, trata-se da perspectiva de Kuhn sobre diversas noções, como paradigma, matriz disciplinar, comunidade científica e incomensurabilidade. Na segunda, examina-se a perspectiva de Morin sobre paradigma disjuntor-redutor e paradigma da complexidade. Na terceira seção, comparam-se suas perspectivas sobre progresso científico, a partir da noção de disciplina, para discernir aspectos convergentes e divergentes em suas obras, resumidos nas conclusões.

Palavras-chave: Paradigma; Disciplina; Filosofia da ciência.

Biografia do Autor

Sérgio Luís Boeira, Universidade do Vale do Itajaí

Doutor em Ciências Humanas (UFSC, 2000). Leciona na UNIVALI (PPGAT e PMGPP).

Adilson Alciomar Koslowski, UNIFEBE

Mestre em Filosofia (UFSC, 2004). Leciona na UNIFEBE e na Faculdade São Luiz (FSL).

Downloads

Publicado

2009-07-02

Edição

Seção

Artigos