Organização do trabalho familiar do espaço rural paraense: novos arranjos na organização do trabalho e na gestão das unidades de produção

Autores

  • Ketiane dos Santos Alves Universidade Federal do Pará, Belém, PA
  • Dalva Maria da Maria da Mota Embrapa Amazônia Oriental e Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural/UFPA, Belém, PA

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2012v9n2p191

Palavras-chave:

Família, Trabalho, Organização do trabalho, Meio natural

Resumo

O objetivo do artigo é apresentar uma interpretação acerca da organização do trabalho dos membros das famílias em unidades de produção na comunidade Nossa Senhora de Lourdes identificando novas estratégias de produção e reprodução familiar frente ao contexto de limitações de recursos naturais. As reflexões aqui apresentadas são resultantes de uma pesquisa realizada com famílias agricultoras da comunidade Nossa Senhora de Lourdes localizada no Assentamento Itabocal, município de Mãe do Rio, nordeste paraense. Trata-se de um estudo de caso, realizado a partir de abordagens quantitativas e qualitativas cujas principais categorias de análises são a família, trabalho e seus meios de produção. Os principais resultados mostram que o padrão de exploração do meio natural estabelecido através da agricultura de corte e queima ao longo dos anos nas áreas que compõem a comunidade têm ocasionado problemas associados ao esgotamento de recursos naturais nas unidades de produção familiares e com isso influenciado nos arranjos que se instituem no âmbito do trabalho.

Biografia do Autor

Ketiane dos Santos Alves, Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Engenheira Agronôma. Mestre em Agricultura Familiares e Desenvolvimento Sustentável pela Universidade Federal do Pará/UFPA. Bolsista CNPQ.

Dalva Maria da Maria da Mota, Embrapa Amazônia Oriental e Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural/UFPA, Belém, PA

Doutora em Sociologia pela  Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Pós-doutorado em Antropologia na Universidade de Londres, Inglaterra. Professora do Programa de Pós Graduação em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável da Universidade Federal do Pará (UFPA). Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Oriental, Cpatu, Belém/PA

Downloads

Publicado

2012-12-11

Edição

Seção

Artigos