Atividades secretas em noites sombrias: memória do universo dos garotos de programa

Francisco Ramos de Farias

Resumo


Este estudo destina-se a explicar as relações entre dois tipos de atividades sexuais, caracterizadas pela ação de um homem em determinados lugares para oferecer e prestar serviços sexuais, dispondo do corpo para aluguel temporário, identificado como proprietário, e a de outro que frequenta esses lugares em buscas desses serviços, identificado como inquilino. Ambos celebram um contrato determinado pelo proprietário, restando ao inquilino aceitá-lo ou não, mas jamais modificar quaisquer cláusulas. A ação desses homens e suas consequências relatadas pelo proprietário, em cinco encontros, anotada pelo pesquisador, constituem uma escrita sobre as várias ocorrências que têm lugar na calada das noites em espaços de grandes cidades onde ocorre a prostituição masculina. Conclui-se que o contrato entre ambos não os transforma em aliados devido à assimetria da relação que se estabelece entre duas posições subjetivas diferentes e que o proprietário utiliza-se de subterfúgios para negar a sua homossexualidade.


Palavras-chave


Homossexualidade; Prostituição; Memória social; Crime; Desejo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2013v10n1p344

Direitos autorais



R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.