Identificando o tema da sustentabilidade em textos jornalísticos: análise indiciária

Monica Filomena Caron, Gabriela Rosa Lopes

Resumo


Desde que o termo sustentabilidade foi criado, em reuniões governamentais internacionais do século XX, a mídia tem dado especial atenção ao tema, que se tornou recorrente nas notícias veiculadas, principalmente nas duas últimas décadas. Por esse motivo, objetivou-se analisar: as formas como são apresentadas as notícias a respeito do tema; o embasamento que ocorre na sua abordagem a partir das designações, abrangência, profundidade e alcance; as tendências e diversas manifestações ideológicas presentes no noticiar dos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo. Para tanto, utilizou-se como metodologia de pesquisa o Paradigma Indiciário, descrito inicialmente por Ginzburg (1986), e que prevê a identificação e discussão de indícios, pistas, sintomas e singularidades. Foi possível perceber, a partir das análises, que o tema da sustentabilidade é tratado de forma negligente pelos jornais, pois deixa-se de lado (silencia-se) sobre importante contextualização para o entendimento adequado da parte do leitor e legitima-se a existência de interesses político-econômicos no trato do tema, priorizando-se algumas variáveis (em detrimento de outras), conduzindo o leitor a conclusões equivocadas, desrespeitando a necessária imparcialidade que o texto jornalístico deveria sustentar.



Palavras-chave


Sustentabilidade; Paradigma Indiciário; Discurso jornalístico; Tendências jornalísticas; Grande mídia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2014v11n1p192

Direitos autorais



R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.