Democracia representativa: as críticas de Carl Schmitt

Autores

  • Alexandre Franco de Sá Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2015v12n1p130

Palavras-chave:

Representação, Mediação, Decisão, Democracia

Resumo

O presente trabalho procura, por um lado, mostrar a base do conceito schmittiano de representação. Ele mostra de que modo este conceito se liga essencialmente aos conceitos de mediação e de decisão. A partir daí, o artigo mostra, por outro lado, como o conceito de representação lhe permite desenvolver um pensamento político que consegue compreender criticamente os problemas fundamentais das sociedades democráticas contemporâneas.

 

Biografia do Autor

Alexandre Franco de Sá, Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal

Doutor em Filosofia pela Universidade de Coimbra, Portugal. Professor no Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Director do Curso de Licenciatura em Filosofia na Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.

Downloads

Publicado

2015-07-08

Edição

Seção

Artigos