O laço social e o mal-estar face ao desamparo

Autores

  • Cristina Aparecida Tannure Cavalcanti Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, RJ
  • Maria Cristina Poli Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, RJ

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2015v12n2p55

Palavras-chave:

Psicanálise, Laços Sociais, Desamparo, Discursos, Mal-estar

Resumo

Neste artigo pretendeu-se abordar os discursos como laços sociais, indicados por Lacan, relacionando-os às concepções freudianas do desamparo (Hilflosigkeit) e do mal-estar da civilização. A teoria dos discursos inaugura uma nova forma de pensar as estruturas clínicas e o vínculo social, por articular os campos da linguagem e do gozo, o sujeito e o saber inconsciente. Essa teoria, ao mesmo tempo em que retoma princípios freudianos, avança em impasses deixados pelo mestre vienense, em particular na articulação entre os fundamentos metapsicológicos da constituição subjetiva e as bases conceituais concernentes à cultura e aos laços sociais propriamente ditos.

Biografia do Autor

Cristina Aparecida Tannure Cavalcanti, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, RJ

Doutoranda em Psicanálise, Saúde e Sociedade pela Universidade Veiga de Almeida. Secretária executiva na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Maria Cristina Poli, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, RJ

Doutora em Psicologia, Université de Paris XIII (Paris-Nord), Pós-Doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora do Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenadora do Mestrado Interdisciplinar em Psicanálise, Saúde e Sociedade na Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Pesquisadora do CNPq.

Referências

ALBERTI, Sonia. Esse sujeito adolescente. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos, 1999.

BIRMAN, Joel. Mal-estar na atualidade: a psicanálise e as novas formas de subjetivação. 7.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

COMARU, Marcos. A expressão contemporânea do desamparo. Curso de curta duração. Polo de Pensamento Contemporâneo - POP, Rio de Janeiro, 2012.

FREUD, Sigmund. (1895). Projeto para uma psicologia científica. In Publicações pré-psicanalíticas e esboços inéditos (1886-1889). Tradução Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 1996. (ESB, v. I).

FREUD, Sigmund (1915). Reflexões para os tempos de guerra e morte. In A história do movimento psicanalítico, artigos sobre metapsicologia e outros trabalhos (1914-1916). Tradução Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 2006 (ESB, v. XIV).

FREUD, Sigmund (1920). Além do princípio do prazer. In Além do princípio do prazer, psicologia de grupo e outros trabalhos (1920-1922). Tradução Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 2006 (ESB, v. XVIII).

FREUD, Sigmund (1921). Psicologia de grupo e análise do eu. In op. cit.

FREUD, Sigmund (1926). Inibições, sintomas e ansiedade. In Um estudo autobiográfico, inibições, sintomas e ansiedade, análise leiga e outros trabalhos (1925-1926). Tradução Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 2006 (ESB, v. XX).

FREUD, Sigmund (1927). O futuro de uma Ilusão. In O futuro de uma ilusão, o mal-estar na civilização e outros trabalhos (1927-1931). Tradução Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 2006. (ESB, v. XXI).

FREUD, Sigmund (1930). O mal-estar na civilização. In op. cit.

LACAN, Jacques. Escritos. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

LACAN, Jacques. Nomes-do-pai. Tradução André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

LACAN, Jacques. O Seminário, livro 17. O avesso da psicanálise (1969-1970). Texto estabelecido por Jacques-Alain Miller. Consultor Antônio Quinet. Rio de Janeiro: Zahar, 1992.

LACAN, Jacques. O Seminário, livro 18. De um discurso que não fosse semblante (1971). Texto estabelecido por Jacques-Alain Miller. Tradutor Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

MOGRABI, Daniel. O laço social na teoria freudiana: para além da nostalgia e da esperança. Curitiba: Juruá, 2009.

QUINET, Antônio. Psicanálise e laços sociais. Disciplina do Doutorado em Psicanálise, Saúde e Sociedade. Rio de Janeiro: Universidade Veiga de Almeida, 2013.

QUINET, Antônio. Psicose e laço social: esquizofrenia, paranoia e melancolia. 2.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

Downloads

Publicado

2015-12-15

Edição

Seção

Artigos - Condição Humana na Modernidade