(Con)tradições do discurso de invenção da Amazônia Sul-ocidental

Paulo Jorge Martins Nunes, Carla Soares Pereira, José Maria Damasceno Ferreira

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2017v14n1p133

Este artigo trata da construção de tradições por meio do discurso, as quais contribuem para a formação identitária de sujeitos históricos. Nosso objetivo é problematizar a invenção de tradições no estado do Acre, cujas consequências envolvem a associação entre historiografia e política do governo estatal. Nesse contexto, Hobsbawm (2006) é citado por abordar a questão da invenção das tradições; Bakhtin (2003), a construção de enunciados discursivos e Ranzi (2008), as raízes sociais da formação do Acre. Por fim, citam-se exemplos concretos para explicar os processos que influenciam a constituição de um discurso massificado sobre uma das tantas Amazônias que existem: a acreana.


Palavras-chave


Tradição; Discurso; Invenção; Amazônia; Acre

Texto completo:

PDF/A

Referências


ACRE. Lei nº 1.175, de 22 de dezembro de 1995. Regulamenta e dispõe sobre a forma e apresentação do Hino do Estado do Acre, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Acre. Rio Branco. 26 dez. 1995.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. Trad. Paulo Bezerra. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRASIL. Decreto nº 6.583, de 29 de Setembro de 2008. Promulga o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 30 set. 2008.

HALBWACH, M. A Memória Coletiva. São Paulo: Vértice, 2006.

HOBSBAWM, E.; RANGER, T. (Org.). A Invenção das Tradições. 4 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

MAINGUENEAU, D. Análise de Textos em Comunicação. Trad. Cecília de Souza-e-Silva e Décio Rocha. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2002.

POLLAK, M. Memória, Esquecimento, Silêncio. Rio de Janeiro, Estudos Históricos, 1989.

RANZI, C. Raízes do Acre. 3 ed. Rio Branco: EDUFAC, 2008.




Direitos autorais 2017 Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis



R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsEste trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

 

  Início