A interdisciplinaridade na sociedade midiatizada: uma dicotomia imperativo-problema nos estudos sobre cultura

Denise Rosana da Silva Moraes, Cláudia Maria Serino Lacerda Muniz, Francielli Rubia Poltronieri

Resumo


Este artigo analisa, com base nos Estudos Culturais, a razão pela qual a interdisciplinaridade se impõe, na sociedade contemporânea, como imperativo e, ao mesmo tempo, como desafio nos estudos sobre cultura. Ela é uma exigência, pelos efeitos que a mídia tem provocado nos processos de constituição identitária das nações latino-americanas, e um problema, pelas frustrações teóricas contemporâneas que não têm dado conta de organizar e explicar as novas diversidades. Essa dicotomia não se trata de uma questão de método ou didática, embora se manifeste, com maior ênfase, neste nível, mas, fundamentalmente, de uma questão estrutural, herdada do modelo tradicional de ciência, que acostumou os pesquisadores a construírem, isoladamente, seus objetos de estudo. Neste contexto, a análise é realizada por meio da revisão de literatura e nas sendas da abordagem qualitativa de pesquisa.


Palavras-chave


Cultura; Identidade; Interculturalidade; Interdisciplinaridade; Mídia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2017v14n2p1

Direitos autorais 2017 Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.