Análise de conflitos socioambientais: o caso da comunidade rural de Rio Maior, município de Urussanga, Santa Catarina

Daniel Trento do Nascimento, Maria Augusta Almeida Almeida Bursztyn

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1807-1384.2012v9n2p157

O conflito em análise ocorre na localidade de Rio Maior, município de Urussanga,SC e aborda a mobilização de uma comunidade contra as atividades de mineração de basalto/diabásio, britagem e usinagem de asfalto conduzidos pela empresa Setep Construções, com sede em Criciúma,SC. O estudo de caso se deu com base na hipótese de que o acirramento dos conflitos socioambientais é um dos fatores determinantes para o fortalecimento das ações e para a formação de estruturas de governança ambiental local e, consequentemente, pela institucionalização da gestão ambiental municipal. Para tanto, após a revisão teórica sobre o tema, foram identificados os principais atores e condicionantes que moldaram a disputa. Por fim, com base na análise do conflito, foi elaborado um mapeamento do mesmo e identificados os principais desdobramentos que corroboram a hipótese da pesquisa.


Palavras-chave


Conflitos socioambientais; Mineração; Gestão Ambiental Local

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2012v9n2p157

Direitos autorais



R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.