Espaço socioambiental e troca desigual

Autores

  • Gilberto Montibeller F UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Relações geo-econômicas, Espaço socioambiental, Troca desigual, Economia ecológica, Geo-economical relationships, Social-environmental space, Unequal exchange, Ecological economy

Resumo

Objetiva-se, no presente ensaio, verificar como a inter-relação de regiões ou de países pode conduzir a uma situação de espaço ambiental insustentável na perspectiva da economia ecológica. Inicialmente são trabalhados os termos pertinentes à análise, a saber o conceito de espaço socioambiental, o de sustentabilidade e o conceito de troca econômico-ecológica desigual, assim como a relação entre eles. Em seguida, é feita a análise de um caso ilustrativo, o da região carbonífera do Estado de Santa Catarina. E, finalmente, na conclusão é ressaltado o papel da pressão do movimento ambientalista para que o mercado absorva, ainda que parcialmente, custos sociais e ecológicos implicados na troca desigual.

Biografia do Autor

Gilberto Montibeller F, UFSC

Doutor, mestre e especialista em Sociedade, Desenvolvimento e Ambiente pela Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC, Universidade de São Paulo/USP e SORBONNE/Paris, é professor da UFSC desde 1972. Ex-gerente de estudos e pesquisas do SEBRAE/SC e ex-Chefe do Departamento de Ciências Econômicas/UFSC.Atualmente exerce função técnico-científica na Fundação de Apoio a Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de SC/FAPESC, é professor do programa de doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento/EGC da UFSC e professor-titular da Universidade do Extremo Sul Catarinense no programa de pós-graduação em Ciências Ambientais.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos