Dos agenciamentos do desejo à criação de modos de vida queer contra os fascismos cotidianos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2021.e73631

Palavras-chave:

Desejo, Agenciamento, Multidões queer, Modos de vida queer

Resumo

O presente trabalho parte de cruzamentos de teorias filosóficas que instauram um processo de desterritorialização em torno da noção da representação e da repressão do desejo para pensá-lo enquanto produção de subjetividades, como um processo contínuo de fluxos e acoplamentos que permitem aos indivíduos operar e produzir novos modos de vida a partir de uma ética do próprio desejo. O processo de subjetivação acontece, assim, através dos fluxos, do movimento, do corte cultural que desmistifica a relação interdependente e coerente entre ser humano e natureza; sexo e gênero; gênero e sexualidade para reclamar um modo de ser pautado pelo próprio desejo que se torna um devir-máquina, devir-produtivo, processo infinito de constituição e engrenagem de todas as peças dessa maquinaria desejante. A criação de modos de vida queer parece ser, assim, uma possibilidade de enfrentamento aos fascismos cotidianos apresentando-nos novas possibilidades de vida que encontram brechas e fissuras para jogar com a realidade.

Biografia do Autor

Roberto Rodrigues, Instituto Federal de Goiás/Campus Aparecida de Goiânia

Mestre em Performances Culturais pela UFG.Docente do curso de Licenciatura em Dança do Instituto Federal de Goiás/Campus Aparecida de Goiânia.

Referências

BRAZ, Camilo Albuquerque. Provocações Queer à “Cultura LGBT”. In: Oliveira Assis, Susana Bornéo Funck (organizadoras). Políticas e Fronteiras/Desafios Feministas. Ed. Copiart, 2014.

DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a filosofia. Trad. de António M. Magalhães. Porto: Rés-Editora, 2001.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed.34, 1992.

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze. Entrevista transcrita do ano de 1988.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O anti-Édipo capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed.34, 2010.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs capitalismo e esquizofrenia vol.5. Tradução de Peter Pál Pelbart e Janice Caiafa. São Paulo: Ed.34, 1997.

DERRIDA, Jacques. Margens da Filosofia.Tradução Joaquim Torres Costa, António M. Magalhães. Campinas, SP: Papirus, 1991.

DERRIDA, Jacques. A escritura e a diferença. Tradução Maria Beatriz Marques Nizza, Pedro Leite Lopes e Pérola de Carvalho. São Paulo: Perspectiva, 2002.

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. Tradução de Miriam Chnaiderman e Renato Janine Ribeiro. São Paulo: Perspectiva, 2004.

FOUCAULT, Michel. O anti-Édipo: introdução a uma vida não fascista. In: Cadernos de Subjetividade / Núcleo de Estudos e Pesquisas da Subjetividade do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da PUC-SP. – v. 1, n. 1 (1993) – São Paulo, 1993 [páginas 197 a 200].

LARRAURI, Maite. O desejo segundo Gilles Deleuze. Tradução de Sérgio Rocha Brito Marques. São Paulo: Ciranda Cultural, 2009.

LIMA, Fátima. É possível um estado que abarque a multidão queer? Notas para pensar as multiplicidades na biopolítica contemporânea. In: Revista Periódicus de Estudos Indisciplinares em Gêneros e Sexualidades. UFBA, v.1, nº1, 2014.

LIMA, Fátima. Corpos, gêneros, sexualidade: políticas de subjetivação; textos reunidos. 2ª ed. Porto Alegre: Rede UNIDA, 2014.

LIMA, FÁTIMA; BORBA, Rodrigo. Sobre(des)aprendizagens e multidões queer:Rizomas, multiplicidades e a política menor. In: Alves, D. (org.), Gênero e Diversidade na Escola. Rio de Janeiro, 2014.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 1ªed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

LOURO, Guacira Lopes; et al .O corpo educado. pedagogias da sexualidade. Traduções: Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: 2ªed, Autêntica, 2000.

MISKOLCI, R. A teoria queer e a questão das diferenças: por uma analítica da normalização. In: CONGRESSO DE LEITURA NO BRASIL, (COLE) 16, 2007, Campinas. Anais... Campinas: ALB Associação de Leitura do Brasil, v. 1. p. 1-19. 2007.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. O nascimento da tragédia, ou Helenismo e pessimismo. São Paulo: Companhia das letras, 1992.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. A visão dionisíaca do mundo e outros textos de juventude. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PRECIADO, Paul. Multidões queer: notas para uma política dos “anormais”. In: Revista de Estudos Feministas, Florianópolis: janeiro-abril, 2011.

PRECIADO, Paul. Manifesto contrassexual. Práticas subversivas de identidade sexual. Tradução: Maria Paula Gurgel Ribeiro. Editora:

Downloads

Publicado

2021-04-26

Edição

Seção

Artigo Eixo Temático: (Re)discutindo sexualidade: corpo, prazer e desejo em tempos conservadores