Abuso sexual infantil através de gerações: revistando o conceito de transmissão psíquica no contexto de violência infantil pela crítica feminista

Autores

  • Debora Rickli Fiuza Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2021.e79946

Palavras-chave:

Infância. Violência Sexual. Interdisciplinaridade.

Resumo

Trata-se de uma resenha crítica da obra de Patrícia dos Santos Lages Prata Lima para discutir o cenário do abuso sexual infantil a partir da transmissão psíquica através de gerações. O livro chamado “Abuso sexual infantil através de gerações” (2020) apresenta-se como uma obra corajosa dentro do círculo acadêmico e que, inegavelmente, desperta a curiosidade de estudiosos deste fenômeno complexo, sobretudo, por encarar um tema de difícil acesso que é o abuso sexual na infância por uma perspectiva teórica exclusivamente psicológica.

Biografia do Autor

Debora Rickli Fiuza, Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (PPGDC-UNICENTRO), desenvolvendo o projeto Adulto-Criança, Homem-Menina: Relações de Poder, Gênero e Violências na Infância, sob a orientação da professora doutora Luciana Klanovicz. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), especialização em Psicologia da Saúde e Hospitalar (Faculdades Pequeno Príncipe) e em Gestão em Saúde Pública (UNICENTRO). Mestre pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário (PPGDC-UNICENTRO). Atualmente é professora de Psicologia- Centro Universitário Campo Real.

Referências

LIMA, Patrícia dos Santos Lages Prata. Abuso sexual infantil através de gerações: herança mal dita. Curitiba: Juruá, 2020.

COUTINHO, Angela Scalabrin. Os novos estudos sociais da infância e a pesquisa com crianças bem pequenas. Revista Educativa, volume 9, 2017, disponível em http://seer.pucgoias.edu.br/index.php/educativa/article/view/5426/0

FREUD, S. (1913). Totem e Tabu. In: FREUD, S. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. v. 13. Rio de Janeiro: Imago, 1990, p. 11-125.

FREUD, S. (1914b). Sobre o narcisismo: uma introdução. In: FREUD, S. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. v. 14. Rio de Janeiro: Imago, 1990, p. 83-119.

GONZALEZ, Lélia Gonzalez. Racismo e sexismo na cultura brasileira. In: SILVA, L. A. et al. Movimentos sociais urbanos, minorias e outros estudos. Ciências Sociais Hoje, Brasília, ANPOCS n. 2, p. 223-244, 1983.

GONZALEZ, Lélia Gonzalez. A importância da organização da mulher negra no processo de transformação social. Raça e Classe, Brasília, ano 2, n. 5, p. 2, nov./dez. 1988d.

SANTIAGO, Flávio; FARIA, Ana Lúcia Goulart. Para além do adultocentrismo: uma outra formação docente descolonizadora é preciso. Revista Educação e Fronteiras, Dourados, v. 5, n. 13, p. 72-85, jan./ abr. 2015

Downloads

Publicado

2021-08-19

Edição

Seção

Resenhas