As falsas interpretações das diretrizes curriculares nacionais para a Educação Física e suas expressões em reformulações curriculares

Melina Silva Alves

Resumo


 

Este artigo tem por objetivo evidenciar que um simulacro de interpretações sobre as atuais Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores de Educação Física (DCNEF) foi implantado na área e que tal simulacro expressou-se em reformulações curriculares de cursos de Educação Física. Para tal, utilizamos como exemplo, a singularidade do processo de reformulação curricular da Universidade Federal de Sergipe. Avaliamos ao final que os limites colocados pelas DCNEF podem ser aprofundados nas reformulações curriculares através de interpretações equivocadas e que tais interpretações demonstram como a categoria luta de classes ainda apresenta-se como essencial para a compreensão da realidade.

 

 


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2012v24n38p217



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA