O “novo” Ensino Médio: implicações ao processo de legitimação da Educação Física

José Ângelo Gariglio, Admir Soares Almeida Junior, Cláudio Márcio Oliveira

Resumo


O presente trabalho apresenta reflexões acerca da questão mobilizadora desse periódico, qual seja: “como é possível encontrar ou construir fundamentos para justificar a Educação Física no currículo escolar [do ensino médio] hoje?”. Para tanto, apresentamos uma discussão sobre os principais aspectos do “Novo” Ensino Médio, dando ênfase às concepções de conhecimento, de currículo, de juventudes e à ruptura da articulação entre as dimensões de formação humana (Ciência, Cultura, Trabalho e Tecnologia) previstos na legislação anterior. Em seguida, retomamos o debate acerca da legitimidade da Educação Física na escola, tomando como referência, entre outras produções, as Orientações Curriculares Nacionais do Ensino Médio escritas em 2006. Por fim, pretendemos apresentar estratégias de enfrentamento do atual contexto, bem como refletir sobre a possibilidade de construirmos outras formas de legitimação da presença e permanência da Educação Física no Ensino Médio.


Palavras-chave


Ensino Médio; Educação Física; Currículo; Política Educacional; Legitimidade Pedagógica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2017v29n52p53



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA