Inclusão na Educação Física escolar: estudo da tríade acessibilidade-conteúdos-atitudes

Camila Lopes de Carvalho, Marina Brasiliano Salerno, Rita de Fátima da Silva, Paulo Ferreira de Araújo

Resumo


A educação inclusiva foi consolidada legalmente, mas tem apresentado dificuldades para se efetivar na realidade. Assim, esse estudo objetiva analisar a percepção dos docentes de Educação Física das escolas de Franca/SP acerca da forma como têm vivenciado a inclusão durante sua prática profissional. Foi desenvolvido um estudo de caso, no qual os docentes responderam ao “Instrumento de avaliação da interação entre alunos com e sem deficiência na Educação Física Escolar”, com dados analisados por categorização. Observou-se uma trajetória ambígua com pontos facilitadores, com professores se propondo a elaborar aulas adequadas a todos, alternando-se com elementos dificultadores, como a falta de reflexão e diálogo. Há uma construção positiva com apontamentos para possíveis reorganizações da atuação docente segundo as novas propostas acadêmicas sobre a inclusão educacional e também sobre a Educação Física Escolar.


Palavras-chave


Educação Física e Treinamento; Pessoas com Deficiência; Inclusão Educacional

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2017v29nespp144



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA