Para compreender o "tempo interior em aberto": reflexões a partir de Schütz e Mead em direção à educação física e o esporte

Carlos Luiz Cardoso

Resumo


Este trabalho tem como objetivo destacar a dimensão de 'tempo interior em aberto', como aquela que vem tentando, e que ainda não está esgotada, dar conta de estabelecer vínculos entre as dimensões estruturais e das interações (macro e microssociais). Apartir da concepção de estruturas do mundo da vida, a sociologia fenomenológica parte dos indivíduos e de suas interações. Nessa dimensão, temos percebido que muitas contribuições nos foram deixadas. Apresentamos então, algumas iniciativas, a partir do interior da Educação Física e do esporte, na tentativa de compreender a nova corporeidade, considerando tais dimensões temporais dentro dos conceitos originados na microssociologia.

Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA