A filosofia da educação no mundo das tragédias gregas: uma análise aristotélica

Autores

  • Amarildo Luiz Trevisan Universidade Federal de Santa Maria
  • Nedison Faria Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Tragédia, prática de ensino, tradição (filosofia), tradição, modernidade, perspectiva filosófica, proposta pedagógica, tragedy, pedagogic practice, tradition, modernity, philosophical perspective, pedagogic proposal

Resumo

A perspectiva assumida no presente artigo consiste em delimitar a prática educativa a partir da contribuição do pensamento filosófico, ou seja, investigar em que medida o fenômeno estético da tragédia, encontrado na Poética de Aristóteles, pode contribuir para delinear alguns contornos, ainda que um tanto vagos, no sentido de esboçar uma possível proposta pedagógica. A discussão filosófica procurará aproximar duas perspectivas situadas em diferentes contextos: a) os questionamentos oriundos da modernidade no âmbito da educação e, b) uma tradição que remonta ao mundo das tragédias gregas.

Downloads

Publicado

1998-01-01