Mapeamento de grupos de pesquisa e estudos sobre a educação infantil para as crianças residentes em áreas rurais da região sudeste do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2019.e55199

Palavras-chave:

Educação Infantil, Crianças, Campo, Rural

Resumo

O artigo apresenta um mapeamento dos artigos, teses e dissertações da área da Educação que tiveram como objeto temáticas relacionadas à Educação Infantil para as crianças residentes em áreas rurais da Região Sudeste do Brasil, no período de 2012 a 2016. Abrangeu também um levantamento dos grupos de pesquisa da área da educação da Região Sudeste, para verificar se a temática era contemplada. Em diálogo com os relatórios da Pesquisa Nacional Caracterização das práticas pedagógicas com crianças de 0 a 6 anos residentes em área rural, publicados no site do Ministério da Educação, objetivou conhecer o que se produziu sobre a temática depois da referida pesquisa. A metodologia consistiu em pesquisa bibliográfica e busca em cadastro de grupos de pesquisa, todos disponíveis na web. Foram realizadas buscas nas seguintes fontes: a) Diretório de Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); b) relatórios da Pesquisa Nacional Caracterização das práticas pedagógicas com crianças de 0 a 6 anos residentes em área rural; c) banco de teses e dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes); e d) o site da Scientific Eletronic Library Online (SciELO). Os resultados indicaram poucos avanços e que estamos distantes de conhecer a realidade das crianças pequenas de áreas não urbanas. Esta temática permanece pouco representada nos grupos que se dedicam à Educação Infantil, mas se nota a incorporação da criança pequena e da Educação Infantil entre as temáticas abordadas por grupos da área da Educação do Campo.

Biografia do Autor

Isabel de Oliveira e Silva, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutora em Educação. Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Atua na área de Educação Infantil na Graduação e na Pós-Graduação.

Iza Rodrigues da Luz, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutora em Educação. Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Atua na área de Educação Infantil na Graduação e na Pós-Graduação.

Karina de Oliveira Santos Cordeiro, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB

Doutora em Educação. Professora do Centro de Formação de Professores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Atua na área de Educação Infantil na Graduação.

Referências

ARAUJO, Thaise Vieira de. Educação infantil do campo e gestores educacionais. 2015, 200 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade de São Paulo/USP. Ribeirão Preto, 2015.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Resolução CNE/CEB Nº 1, de 3 abr. 2002. Disponível em: http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/mn_resolucao_%201_de_3_de_abril_de_2002.pdf. Acesso em: 18 nov. 2016

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Resolução Complementar CNE/CEB Nº 2, de 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/resolucao_2.pdf. Acesso em 18 nov. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa Nacional Caracterização das práticas educativas com crianças de 0 a 6 anos de idade residentes em áreas rurais. Relatório Síntese. Brasília, Porto Alegre, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13620-relato-sintese-eb&category_slug=julho-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 20 nov. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa Nacional Caracterização das práticas educativas com crianças de 0 a 6 anos de idade residentes em áreas rurais. Análise dos dados quantitativos das condições educacionais de crianças de 0 a 6 anos de idade residentes em área rural. Volume 1. Dados secundários. Brasília, Porto Alegre, 2012a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13621-relato-2-vol-1-analise&category_slug=julho-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 19 nov. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa Nacional Caracterização das práticas educativas com crianças de 0 a 6 anos de idade residentes em áreas rurais. Mapeamento e análise das realidades investigadas na região sudeste. Relatório 2, volume 3 – Região Sudeste. Brasília, Porto Alegre, 2012b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=14490-relatorio-3-volume-3-sudeste-pdf&category_slug=outubro-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 19 nov. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisa Nacional Caracterização das práticas educativas com crianças de 0 a 6 anos de idade residentes em áreas rurais. Produção acadêmica nacional sobre a Educação Infantil das crianças residentes em área rural (1996-2011) – Região Sudeste. Brasília, Porto Alegre, 2012c. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13623-produ-academ-nac-relato&category_slug=julho-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em 18 nov. 2016.

BRASIL. Referenciais para uma Política Nacional de Educação do Campo. Caderno Subsídio. Brasília: MEC/SECAD, 2004.

BRASIL. Educação do Campo: diferenças mudando paradigmas. Caderno 2. Brasília: MEC/SECAD, 2007.

LIMA, Luciana Pereira de. A relação entre a educação infantil e as famílias do campo. 2012, 129 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade de São Paulo/USP, Ribeirão Preto, 2012.

LIMA, Luciana Pereira de; SILVA, Ana Paula Soares da. A relação entre a Educação Infantil e as famílias do campo. Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 19, n.3, dez 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-85572015000300475&lng=pt&nrm=iso. Acesso em 18 nov. 2016. http://dx.doi.org/10.1590/2175-3539/2015/0193875.

LOVATTI, Renata Rocha Grola. Docência e formação na educação infantil do campo: dizeres docentes. 2014. 195 f. 2014, 195 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo/UFES, Vitória, 2014.

OLIVEIRA, Denise Rangel Miranda de. Educação infantil em contextos rurais: perspectivas presentes na produção acadêmica da última década (2000-2010). 2016, 136 f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ, Rio de Janeiro, 2016.

ROSEMBERG, Fúlvia. Educação Infantil e relações raciais: a tensão entre igualdade e diversidade. Caderno de Pesquisa, São Paulo, vol.44, n.153, set. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742014000300013&lng=en&nrm=iso. Acesso em 18 nov. 2016. http://dx.doi:10.1590/198053142856

SILVA, Ana Paula Soares da; SOUZA, Tatiana Noronha ; SILVA, Ana Cecília Oliveira ; SILVA, Fernanda. Lacerda ; SILVA, Juliana Bezon; LIMA, Luciana Pereira; CARVALHO, Regiane Sbroion de; ARAÚJO, Thaise Vieira . Produção acadêmica nacional sobre Educação Infantil das crianças residentes em área rural. In: BARBOSA, Maria Carmen Silveira; SILVA, Ana Paula Soares da; PASUCH, Jaqueline; LEAL, Fernanda de Lourdes Almeida; SILVA, Isabel de Oliveira e; FREITAS, Maria Natalina Mendes; ALBUQUERQUE, Simone Santos de (Orgs.). Oferta e demanda de Educação Infantil no campo. 1ed. Porto Alegre: EVANGRAF, Ministério da Educação, UFRGS, 2012, v. 1, p. 291-331.

SILVA, Celia Gomez Sardinha da. As representações sociais da Educação Infantil no/do campo por docentes e mães de alunos, em uma cidade do vale do paraíba paulista. 2016, 295 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação) – Universidade de Taubaté/UNITAU, Taubaté, 2016.

SILVA, Divina Leila Soares. Salas extensivas de Educação Infantil do campo: uma experiência no município de pancas, ES. 2013, 188 f. Dissertação (Mestrado em Educação) –Universidade Federal do Espírito Santo/UFES, Vitória, 2013.

UCHOA, Patricia Rejane da Silva. A política da educação infantil pública do campo. Juiz de Fora, 2015, 138 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/UFJF, Juiz de Fora, 2015.

VASCONCELOS, Beatriz Nogueira Marques de. Modos de participação e apropriação da cultura: Vida, escola e mídia na educação infantil do campo. Campinas, 2016, 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP, Campinas, 2016.

VIEIRA, Marle Aparecida Fideles de Oliveira. Educação Infantil do Campo e formação continuada dos educadores que atuam em assentamentos. 2016, 211 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo/UFES, Vitória, 2016.

Downloads

Publicado

2019-12-19

Edição

Seção

Dossiê Retratos da Educação Infantil do Campo