(Pre)textos para pensar a cooperação educacional em Timor-Leste: algumas referências para o internacionalismo solidário

Suzani Cassiani, Irlan von Linsingen, Patrícia Barbosa Pereira

Resumo


Neste artigo apresenta-se o perfil de cooperantes brasileiros na formação de professores de Timor-Leste. Parte-se de um projeto maior, no âmbito do Programa de Qualificação Docente e Ensino de Língua Portuguesa em Timor-Leste (PQLP), gerido pela Coordenação De Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e coordenado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2009. Na intenção de melhor compreender essa cooperação internacional, inicia-se este texto com entendimentos sobre as condições de produção de alguns meandros do contexto histórico-político e sociocultural em que a mesma ocorre. A pesquisa envolve o estudo de documentos e análises de discurso de brasileiros que atuaram em Timor-Leste. Além disso, propõem-se explicitar alguns limites, possibilidades e avanços em na trajetória dos pesquisadores como atuantes, incluindo-se os desafios para desenhar algumas referências mais adequadas. Nessas análises, as problematizações envolvendo a colonialidade do saber/poder, as atuações assistencialistas, a consolidação da paz, entre outras, animam reflexões que podem ser bem vindas em futuras cooperações.

 

 

 

Palavras-chave


Cooperação internacional; Formação de professores; Timor-Leste

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2016v34n2p390

Direitos autorais 2016 Suzani Cassiani, Irlan von Linsingen, Patrícia Barbosa Pereira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.