Reconceptualização curricular: os caminhos de uma teoria curricular crítica

Autores

  • José Augusto Pacheco UMINHO - Braga - Portugal

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre os conflitos curriculares existentes sob a palavra reconceptualização, sobretudo após os contributos principais de autores bem conhecidos que têm trabalhado na teoria crítica social. Como o conflito é a fonte da teorização curricular, tenho a intenção de oferecer uma perspectiva global compreensiva da teoria curricular crítica. De igual modo, procuro introduzir os ramos de uma teoria curricular crítica: políticas de identidade e significação; abordagem pós-estruturalista; abordagem neo-grasmsciana e políticas culturais.

Biografia do Autor

José Augusto Pacheco, UMINHO - Braga - Portugal

Doutorado em Desenvolvimento Curricular pela UMINHO (2003) . Atualmente é Professor do quadro da Universidade UMINHO, Membro de corpo editorial do Educação e Sociedade e Membro de corpo editorial da Contrapontos (UNIVALI).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2000-01-01

Edição

Seção

Artigos