Tradução intersemiótica e representação cultural em filmes brasileiros: uma construção narrativa

Sinara de Oliveira Branco

Resumo


Este artigo apresenta a construção de um corpus multimodal, ou seja, um corpus formado por recursos audiovisuais. Neste caso, o corpus é construído a partir de dois filmes nacionais (Cidade de Deus e O Auto da Compadecida), tendo a imagem como fonte para a construção da narrativa nessas obras de ficção. O trabalho tem arcabouço teórico relacionado à Tradução Intersemiótica e à Representação Cultural com o objetivo de mostrar que, apesar de os filmes apresentarem linguagens específicas, retratando o povo brasileiro em contextos espaço-temporais específicos, a compreensão da história narrada não é comprometida mesmo que haja  necessidade de omissão da linguagem verbal nas legendas em inglês, pois as imagens são capazes de traduzir os fatos retratados, não causando perda de sentido ou falha na  comunicação. Para o desenvolvimento do estudo, serão compiladas cenas dos dois filmes para serem analisadas em sequência e planos específicos, observando o tema abordado em cada filme e as informações culturais apresentadas em tais planos. A pesquisa a ser desenvolvida tem duas perspectivas: i) a compilação e construção de um corpus multimodal de imagens fílmicas que represente culturalmente o Brasil, independentemente do contexto regional e temporal; ii) descrição da representação cultural retratada nas imagens fílmicas em contexto nacional.


Palavras-chave


Tradução intersemiótica; Multimodalidade; Representação cultural

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2014v1n33p117



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.