Tradução como prática e crítica de uma razão relacional

Autores

  • Mauricio Mendonça Cardozo Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2014v3nespp235

Palavras-chave:

Tradução e alteridade, Relação, Razão relacional, Poiesis

Resumo

Tendo por base uma perspectiva relacional de compreensão da tradução, este residiria no fato de que a tradução, entendida como fenômeno ou como prática social, realiza uma possibilidade de construção da relação com o outro ao mesmo tempo em que dramatiza a razão (a ordem, a lógica, a dinâmica) que instaura essa possibilidade.

Biografia do Autor

Mauricio Mendonça Cardozo, Universidade Federal do Paraná

Formação em Letras (Língua e Literatura Alemã), Universidade Federal do Paraná. Mestrado em Letras (Língua e Literatura Alemã), Universidade de São Paulo. Doutorado em Letras (Língua e Literatura Alemã), Universidade de São Paulo e Universidade de Leipzig. Pós-Doutorado em Teoria da Tradução, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Pós-Doutorado em Estudos da Tradução, Johannes Gutenberg-Universität Mainz e Univeristé de Strasbourg. Professor associado da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, Paraná, Brasil. E-mail: maumeluco@uol.com.br

Downloads

Publicado

2014-10-30