Assis, Machado de. Ressurrection by Machado de Assis. Trad. Karen Sherwood Sotelino. Pittsburgh: Latin American Literary Review Press, 2013. 162 p.

Autores

  • Cynthia Beatrice Costa Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luana Ferreira de Freitas Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n2p494

Palavras-chave:

Tradução Literária, Machado de Assis

Resumo

Resenha crítica da primeira e única tradução para o inglês do romance machadiano Ressurreição, publicado em 1872. Lançada em 2013, a tradução da professora da Universidade de Stanford Karen Sherwood Sotelino chamou a atenção de estudiosos de Machado por mostrar como a obra do autor brasileiro desperta interesse atual no mundo anglófono.

Biografia do Autor

Cynthia Beatrice Costa, Universidade Federal de Santa Catarina

Formação em Comunicação Social e mestrado em Crítica Literária, PUC-SP. Atualmente, faz doutorado no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sobre traduções em inglês do romance Dom Casmurro. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. E-mail: cynthia@editorapoetisa.com

Luana Ferreira de Freitas, Universidade Federal do Ceará

Doutorado em Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em 2007, e pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, da mesma universidade. É uma das fundadoras e primeira coordenadora da POET - Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente, além de professora na área de letras da UFC, atua como vice-coordenadora do GT de Tradução da ANPOLL, gestão 2014-2016. Pesquisa, entre outros temas, literatura inglesa, tradução literária e estilo e obras machadianas traduzidas para o inglês. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: luanafreitas.luana@gmail.com

Referências

ASSIS, Machado de.Ressurreição. In:Obra Completa. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar, 1994.

ESTRADA, Luís Gonzaga Duque. A arte brasileira. Introd. Tadeu Chiarelli. Campinas: Mercado das Letras, 1995.

Downloads

Publicado

2015-05-08

Edição

Seção

Resenhas de Tradução