Avaliação de documentos de arquivo: uma análise de diferentes abordagens

Rubens Vieira Guimarães, Eliane Braga de Oliveira

Resumo


Objetivo: Apresenta os resultados de pesquisa de mestrado em Ciência da Informação e tem como objetivo geral sistematizar e articular, em suas perspectivas teóricas e metodológicas, as proposições de autores de diferentes abordagens sobre a avaliação de documentos no âmbito da Arquivística. Método: Análise de Conteúdo Qualitativa, tendo, como base empírica, quatro textos de diferentes abordagens sobre avaliação de documentos: “A Avaliação dos Documentos Públicos Modernos” de Theodore Schellenberg; Macro-appraisal and functional analysis: documenting governance rather than government de Terry Cook; Improving Our Disposition: Documentation Strategy de Helen Samuels; e “A avaliação em Arquivística: reformulação teórico prática de uma operação metodológica” de Armando Malheiro Silva e Fernanda Ribeiro. Resultado: verificou-se que todos os autores analisados consideram que é inviável a preservação da totalidade de documentos e que a avaliação é o meio adequado para gerenciar o grande volume de documentos produzidos e acumulados pelas organizações. Verificou-se ainda que as quatro abordagens convergem, no que diz respeito à preservação de uma parcela de documentos que seja significativa, de alguma forma, à memória social. No entanto, divergem quanto aos fatores que definem a significância desses documentos, quais sejam: o seu potencial para pesquisas futuras; o valor que a sociedade atribui aos documentos; a capacidade de documentar um tópico ou área; ou sua capacidade de rentabilizar a memória institucional. Conclusões: As quatro abordagens dialogam entre si, direta ou indiretamente, por meio da negação, assimilação, replicação, reafirmação, adaptação e/ou ressignificação de ideias sobre os diferentes aspectos da avaliação de documentos.


Palavras-chave


Avaliação de documentos de arquivo; Arquivística; Arquivologia

Texto completo:

Artigo PDF/A

Referências


CERMENO MARTORELL, L.; RIVAS PALÁ, E. Valoración, selección y eliminación. In: CRUZ MUNDET, J. R. Administración de documentos y archivos: textos fundamentales. Madrid: Coordinadora de Asociaciones de Archiveros, 2011. p. 215- 271. Disponível em: http://www.archiveros.net/LIBRO.ARCHIVOS.IBEROAMERICANOS.pdf. Acesso em: 26 abr. 2017.

COOK, T. Macroappraisal and functional analysis: appraisal theory, strategy and methodology for archivists. In: SYMPOSIUM EN ARCHIVISTIQUE, 3. 1998, Montréal. Montréal: Gira, 1998. p. 27-36.

COOK, T. Appraisal methodology: MacroAppraisal and functional analysis part B. guidelines for performing an archival appraisal on government records. Library and Archives. Canada, 2001b. Disponível em: https://www.baclac.gc.ca/eng/services/government-informationresources/disposition/Documents/MacroappraisalPartB.pdf. Acesso em: 7 fev. 2018.

COOK, T. Macro-appraisal and Functional Analysis: documenting governance rather than government. Journal of the Society of Archivists, v. 25, n. 1, p. 5-18. 2004.

COOK, T. Macroappraisal in Theory and Practice: Origins, Characteristics, and Implementation in Canada, 1950–2000. Archival Science, v. 5, p. 101-161. 2005.

COUTURE, C. Archival Appraisal: A Status Report. Archivaria. v. 59, n. 1, p. 83-107, jan. 2005.

COX, R. J. La valoración como un acto de memoria. Tabula, n. 6, 2003.

CRAIG, B. L. Archival Appraisal: theory and practice. Munchen: K. G. Saur, 2004

FREDRIKSSON, B. Postmodernistic archival science: rethinking the methodology of a science. Archival Science, v. 3, n. 2, p. 177-197. 2003.

MAKHLOUF, B.; CAVALCANTE, L. E. Avaliação arquivística: bases teóricas, estratégias de aplicação e instrumentação. Encontros Bibli, Florianópolis, v. 13, n. 26, p. 201-213, 2º sem. 2008.

PEARCE-MOSES, R. A Glossary of Archival and Records Terminology. Chicago: Society of American Archivists, 2005. Disponível em: http://www.archivists.org/glossary/index.asp. Acesso em: 16 dez. 2017

ROCKEMBACH, M. Entrevista: Armando Malheiro da Silva. Em questão, Porto Alegre, v. 23, n. 2, p. 11-33, maio/ago. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.19132/1808-5245232.11-33. Acesso em: 11 fev. 2018.

SAMUELS, H. W. Improving our disposition: documentation strategy. Archivaria, v. 33, p. 125-140, inverno 1991-1992.

SCHELLENBERG, T. R. Arquivos Modernos: princípios e técnicas. 5. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

SCHREIER, M. Qualitative content analysis in practice. London: Sage, 2012

SILVA, A. M. da; RIBEIRO, F. A avaliação em arquivística: reformulação teórico-prática de uma operação metodológica. Páginas a&b: arquivos & bibliotecas. Lisboa: Gabinete de Estudos a&b. v. 5., 2000, p. 57-113.

TRACE, C. B. Dentro ou fora do documento?: noções de valor arquivístico. In: EASTWOOD, T.; MACNEAL, H. (Org.). Correntes atuais do pensamento arquivístico. Belo Horizonte: Editora Ufmg, 2016. p. 77-106.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2019.e58942



Direitos autorais 2019 Rubens Vieira Guimarães, Eliane Braga de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)