Do desenvolvimento local ao ecodesenvolvimento territorial

Autores

  • Paulo Henrique Freire Vieira Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2013v10n2p119

Palavras-chave:

Desenvolvimento territorial, Ecodesenvolvimento, Ecodesenvolvimento territorial, Complexidade, Transdisciplinaridade

Resumo

O artigo coloca em foco as limitações do enfoque de desenvolvimento territorial face ao agravamento da crise socioecológica contemporânea. Argumenta-se que a superação dessas limitações poderia ser efetivada a partir de um diálogo com os teóricos do ecodesenvolvimento – um enfoque sistêmico de planejamento e gestão que emergiu duas décadas antes da Cúpula da Terra. Na parte conclusiva, são oferecidos subsídios exploratórios para uma reflexão centrada na busca de articulação, em rede, de coletivos transdisciplinares de pesquisadores-educadores sensíveis à experimentação criativa com o modelo híbrido de ecodesenvolvimento territorial, nos próximos tempos.

 

Biografia do Autor

Paulo Henrique Freire Vieira, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC

Doutor em Ciência Política pela Ludwig-Maximilians-Universität München, Alemanha. Professor titular do departamento de sociologia e ciência política da Universidade Federal de Santa Catarina e pesquisador do CNPq. Coordena o Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente e Desenvolvimento, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil

Downloads

Publicado

2013-12-09

Edição

Seção

Dossiê: Desenvolvimento territorial, sistemas agroalimentares localizados e ecologia