The role of nature in contemporary literature: an interdisciplinary dialogue

Davi Silva Gonçalves, Eliana de Souza Ávila

Resumo


O intuito deste artigo é o de analisar como o diálogo entre literatura e meio ambiente pode interferir ativamente no comportamento da sociedade frente aos problemas ecológicos hoje tão discutidos. Nesse sentido, a pesquisa de caráter bibliográfico conta com hipóteses que problematizam muitos dos sistemas dominantes dentro das esferas intelectuais, sociais e econômicas na contemporaneidade, destacando a ecocrítica como perspectiva teórica fundamental para que se repense a nossa relação com o espaço que nos cerca. Utilizando a região Amazônica como forma de ilustrar materialmente a importância de que se discuta este tema, o artigo propõe que se busquem alternativas externas àquelas que a política desenvolvimentista prega, já que esta se preocupa apenas com lucro material conquistado através da alienação da população que acaba sendo convencida dos benefícios de tal processo. Este processo, logo, conta com a institucionalização da cultura de populações indígenas, com sua inserção no mundo capitalista, e, principalmente, com a obliteração do meio ambiente e extinção de espécies nativas. Apontando na direção contrária, conclui-se que a literatura pode se apresentar como uma ferramenta contra-hegemônica capaz de permitir que os leitores considerem outras formas de se definir e relacionar com a natureza.


Palavras-chave


Ecocrítica; Natureza; Literatura; Sociedade; Sustentabilidade

Texto completo:

PDF/A (English)


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2014v11n1p104

Direitos autorais



R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.