A construção do campo da Agroecologia e sua relação com o desenvolvimento rural

Autores

  • Paola Maia Lo Sardo Instituto Federal do Espírito Santo, Santa Teresa, ES
  • Rodolfo Antônio de Figueiredo Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2015v12n1p337

Palavras-chave:

Paradigma científico, Campo do saber, Sustentabilidade, Agroecologia, Desenvolvimento Rural

Resumo

Agroecologia é um termo atualmente apropriado por diferentes grupos e sua conceituação está em constante disputa, carecendo, portanto, uma reflexão crítica de sua história e de seus conceitos fundantes. No presente ensaio procuramos apresentar tal reflexão utilizando como referenciais teóricos a noção de “campo” proposta por Pierre Bourdieu e da discussão de paradigma segundo Thomas Kuhn, uma vez que tal ainda não foi realizada. Também, procuramos pensar como a Agroecologia pode contribuir para o já estabelecido campo do Desenvolvimento Rural. Constatamos a diversidade conceitual que existe na Agroecologia, assim como a falta de clareza em algumas de suas propostas e fundamentos. A Agroecologia relaciona-se diretamente à sustentabilidade e, com isso, leva o Desenvolvimento Rural a repensar seus estilos e processos. Concluímos que a Agroecologia pode efetivamente ser considerada ciência pós-normal, mas o contorno de seu “campo” ainda está em processo de estabelecimento.

 

Biografia do Autor

Paola Maia Lo Sardo, Instituto Federal do Espírito Santo, Santa Teresa, ES

Mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil. Professora de Agroecologia no Instituto Federal do Espírito Santo, Campus Santa Teresa, Santa Teresa, ES, Brasil. 

 

 

Rodolfo Antônio de Figueiredo, Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP

Mestre e Doutor em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil. Professor Adjunto do Departamento de Desenvolvimento Rural do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil. Credenciado no Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da mesma universidade.

Downloads

Publicado

2015-07-13

Edição

Seção

Ensaios