Perfil da juventude brasileira: questões sobre cultura política e participação democrática

Autores

  • Paulo J. Krischke UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Juventude, Cultura política, Participação democrática, Orientação valorativa e associativa, Práticas não-convencionais, Youth, Political culture, Democratic participation, Value-orientations and associations, Unconventional practices

Resumo

Este texto levanta questões para formulação de hipóteses, acerca das possíveis mudanças, e características atuais da cultura política dos jovens no Brasil, tendo em vista a análise dos dados de uma pesquisa nacional por “survey”, intitulada “Perfil da Juventude Brasileira” -- realizada em novembro de 2003, pelo Instituto Cidadania de São Paulo. Essa discussão será feita aqui, à luz dos resultados e interpretações de outras pesquisas anteriores, também realizadas por “survey”, sobre cultura política, e sobre a juventude, tanto no Brasil como no exterior. O texto consta de duas partes, a primeira examinando a adesão (ou não adesão) dos jovens à democracia, através dos indicadores e interpretações convencionais da participação política. A segunda parte considera outros dados e análises menos convencionais sobre a participação política, centrados na adesão a valores, práticas associativas, e outras orientações e atividades emergentes entre a juventude. O texto será publicado em livro co-editado pelo Instituto Cidadania e a Fundação Perseu Abramo, organizado por Helena Wendel Abramo e Paulo Martoni Branco, sob o título (provisório) “Retratos da Juventude Brasileira”.

Biografia do Autor

Paulo J. Krischke, UFSC

Professor do Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas (DICH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos