Políticas públicas voltadas para atletas e torcedores de futebol: argumentos para dissidentes

Autores

  • Heloisa Helena Baldy dos Reis Doutora em Educação Física. UNICAMP, Campinas/São Paulo, Brasil. E-mail: heloreis14@gmail.com
  • Felipe Tavares Paes Lopes Doutor em Psicologia. UNICAMP, Campinas/São Paulo, Brasil. E-mail: ftplopes@yahoo.com.br
  • Mariana Zuaneti Martins Doutoranda em Educação Física. UNICAMP, Campinas/São Paulo, Brasil. E-mail: fale.com.marief@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2014v26n42p115

Palavras-chave:

Futebol, Políticas Públicas, Dominação

Resumo

Neste texto, buscamos analisar em que medida e como as principais leis e documentos que embasam as políticas públicas brasileiras para atletas e torcedores de futebol estabelecem e sustentam relações de dominação. Para tanto, apoiamo-nos na literatura disponível sobre o tema. A fim de termos acesso a essa literatura, realizamos revisão bibliográfica em diversos bancos de dados, onde utilizamos e cruzamos palavras-chave que variaram de acordo com o modo de organização e a terminologia dos locais. Entre outras coisas, concluímos que essas políticas mantém a dominação de clubes e empresários sobre os atletas e do Estado sobre os torcedores – especialmente, sobre os torcedores organizados.

 

Downloads

Publicado

2014-06-16