El médico de oficio en Colombia en las décadas de 1920 y 1930

Autores

  • Jorge Márquez Universidad Nacional de Colombia

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2015v7n13p85

Palavras-chave:

Ofício médico, Profissão médica, Charlatanismo, Artes de curar, História da medicina, Colômbia, Saúde e trabalho

Resumo

O artigo é um dos resultados da pesquisa sobre a história do estatuto da profissão médica e da profissionalização da medicina na Colômbia no início do século XX. Numa publicação anterior tinhamos esclarecido muitos aspectos desta questão para o período de 1880-1920. Este trabalho apresenta um novo avanço na investigação para o período de 1920-1940. Nele se faz ênfase nas condições de trabalho e o estatuto jurídico dos chamados “médicos permitidos”, aos que também chamamos de médicos de escritório, e que foram caracterizados por exercer a medicina alopática sem ter diploma universitário. A principal hipótese deste estudo é que a compreensão dos processos históricos de profissionalização da medicina, a normalização da arte médica e da implementação de um monopólio médico-científico na Colômbia, apresenta uma visão muito parcial e incompleta se não for analisado o problema dos médicos sem diploma, fenômeno notável, que se expandiu por quase todo o território da nação e de muito longa duração. Para este estudo se utilizaram alguns documentos do Conselho Central dos Títulos Médicos, classificados no Fundo “Teguas” do Arquivo Geral da Nação da Colômbia (AGN).

Biografia do Autor

Jorge Márquez, Universidad Nacional de Colombia

Historiador y Doctor en enseñanza y difusión de las ciencias y las técnicas

Referências

BYNUM, William et al. The western medical tradition: 1800 to 2000. Cambridge, New York: Cambridge University Press, 2006.

BYNUM, William. “Medecine et société”. In: Grmek, M. (ed.). Histoire de la pensée médicale en Occident, vol. 3, Du romantisme à la science moderne. Paris: Seuil, 1999.

DEL VALLE, Piedad. La medicalización de la justicia en Antioquia 1887-1914. Medellín: Universidad de Antioquia, 2010.

GALLO, Óscar. “Modelos sanitarios, prácticas médicas y movimiento sindical en la minería antioqueña: el caso de la empresa minera El Zancudo 1865-1948”. (Tesis de Maestría en Historia, Universidad Nacional de Colombia, 2010).

GARCÍA, Víctor. Remedios secretos y drogas heroicas. Historia de los medicamentos en Antioquia 1900-1940. Medellín: Universidad Nacional de Colombia, 2008.

RAMSEY, Matthew. Professional and Popular Medicine in France 1770-1830: The Social World of Medical Practice. Cambridge: Cambridge University Press, 1988.

RESTREPO, Libia. Médicos y comadronas o el arte de los partos. La ginecología y la obstetricia en Antioquia, 1870-1930. Medellín: La Carreta, 2006.

Publicado

2016-03-08