A experiência democrática no Amazonas: a formação do PTB e a consolidação do Trabalhismo (1945/1964)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2020.e72324

Palavras-chave:

Trabalhismo, Amazonas, Política

Resumo

Este artigo tem o objetivo de compreender o processo de formação do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) no Amazonas e a consolidação da hegemonia trabalhista entre as décadas de 1950 e 60, buscando analisar as disputas políticas que emergem após o processo de redemocratização no pós-45. O fortalecimento do PTB no estado se deu, sobretudo, a partir da eleição do advogado Plínio Ramos Coelho para o governo do estado do Amazonas em 1954, inaugurando um período de hegemonia trabalhista que teve continuidade com a eleição de Gilberto Mestrinho (1958) e, novamente, Plinio Coelho (1962), tendo se estendido até sua deposição, em junho de 1964. O processo de crescimento eleitoral do PTB ocorreu em um contexto marcado por uma série de enfrentamentos com o alvarismo, principal grupo representante do PSD no estado, disputas políticas e embates internos, que opuseram as principais lideranças trabalhistas do Amazonas.

Biografia do Autor

César Augusto Bubolz Queirós, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Referências

BENEVIDES, Maria Victoria de Mesquita. A UDN e o udenismo: ambiguidades do liberalismo brasileiro (1945-1965). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

CASTRO, Mário Adolfo. Arthur Virgílio Filho: Perfis Parlamentares. Brasília: Edições Câmara, 2011.

D’ARAUJO, Maria Celina Soares. O segundo governo Vargas (1951-1954): democracia, partidos e crise política. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

D’ARAÚJO, Maria Celina. Sindicatos, Carisma e Poder: o PTB de 1945-65. Rio de Janeiro: FGV, 1996.

DINIZ, Almir. Imortais do Amazonas: Dicionário Biográfico. Manaus: Uirapuru, 2002.

FERREIRA FILHO, Cosme. Associação Comercial do Amazonas: Primeiro Centenário da ACA. Ed.: Umberto Calderaro, 1971.

FERREIRA, Jorge Luiz. O nome e a coisa: o populismo na política brasileira. In: O populismo e sua história: debate e crítica. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

FONSECA, Pedro Cezar Dutra. Vargas: o capitalismo em construção (1906-1954). 3ª ed., São Paulo: Hucitec, 2014.

GARCIA, Etelvina. Manaus, referências da História. Manaus: Norma Editora, 2012.

GOMES Angela e D’ARAÚJO, Maria C. Getulismo e Trabalhismo. Rio de Janeiro: Ática, 1989.

GOMES, Angela de Castro. A invenção do Trabalhismo. 3ª ed., Rio de Janeiro: FGV, 2005.

GOMES, Angela de Castro. Trabalhismo e Ideologia. In: GOMES, Angela de Castro. A Crise dos anos 50.

HIPPOLITO, Lucia. De raposas e reformistas: o PSD e a experiência democrática brasileira (1945-64). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

HIPPOLITO, Lucia. Vargas e a gênese do sistema partidário brasileiro. Anos 90, Porto Alegre, v. 11, n. 19/20, p.21-47, jan./dez. 2004.

PANDOLFI, Dulce. Camaradas e companheiros: história e memória do PCB. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1995.

PANDOLFI, Dulce. Pernambuco de Agamenon Magalhães: consolidação e crise de uma elite política. Recife: Editora Massangana, 1984.

PANTOJA, Sílvia. As raízes do Pessedismo fluminense (a política do interventor 1937-45). Rio de Janeiro: FGV/CPDOC, 1992.

PIO Jr., Amaury Oliveira. O Trabalhismo no Amazonas: o periódico Tribuna Popular como instrumento de “orientação das hostes trabalhistas”. Dissertação (Mestrado em História). Instituto de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.

QUEIRÓS, César Augusto Bubolz. O Trabalhismo de Plínio Ramos Coelho e o Golpe de 1964 no Amazonas. Revista Mundos do Trabalho, v. 8, n. 15 p. 49-65, 2016.

QUEIRÓS, César Augusto Bubolz. 'Papagaio que está trocando as penas não fala': autoritarismo e disputas polítiocas no Amazonas no contexto do golpe de 1964. Revista de História da Unisinos, São Leopoldo, v. 23, n. 1, p. 73-83, 2019.

QUEIRÓS, César Augusto Bubolz. Plínio Ramos Coelho: o Ganso do Capitólio. In: César Augusto B. Queirós; Auxiliomar Ugarte. (Org.). Trajetórias Políticas na Amazônia Republicana. Manaus: Editora Valer, 2019, v. , p. 81-120.

ROLIM, Amarildo Rodrigues. “Do sonho à realidade: os ideais trabalhistas de desenvolvimento econômico para o Amazonas nas décadas de 50 e 60 do século XX”. Dissertação (Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia). Instituto de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2006.

SANTOS, Eloina Monteiro. Álvaro Maia: uma liderança política cabocla. Manaus: EDUA, 1997.

SILVA, José Lopes. Amazonas: do extrativismo à industrialização. Manaus: Valer, 2011.

SOUZA, Maria do Carmo Campello de. Estado e Partidos Políticos no Brasil (1945-1964). 3ª ed., São Paulo: Alfa-Ômega, 1990.

TORRES, Iraíldes Caldas. A Arquitetura do Poder: memória de Gilberto Mestrinho. Manaus: EDUA, 2009.

Downloads

Publicado

2020-05-11

Edição

Seção

Artigos