A ação coletiva da classe patronal de Porto Alegre nas grandes greves da Primeira República (1917-1919)

Autores

  • César Augusto Bubolz Queirós UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2013v5n9p215

Resumo

Este artigo tem o objetivo de analisar as estratégias utilizadas pela classe patronal de Porto Alegre durante as grandes greves nos embates com o movimento operário organizado e suas associações nas grandes greves da Primeira República. Pretendo demonstrar que este período proporcionou um processo de tomada de ações coletivas e de um verdadeiro fazer-se da classe patronal, que passou a atuar de modo organizado nas negociações com os trabalhadores grevistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-09-02

Como Citar

QUEIRÓS, C. A. B. A ação coletiva da classe patronal de Porto Alegre nas grandes greves da Primeira República (1917-1919). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 5, n. 9, p. 215-237, 2013. DOI: 10.5007/1984-9222.2013v5n9p215. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2013v5n9p215. Acesso em: 24 set. 2022.