O uso das mídias sociais pelas bibliotecas universitárias com foco no marketing de relacionamento

Walqueline Silva Araújo, Júlio Afonso Sá Pinho Neto, Gustavo Henrique Araújo Freire

Resumo


Faz uma reflexão sobre o uso das mídias sociais pelas bibliotecas universitárias como ferramenta para aplicação do marketing de relacionamento. Reflete sobre a necessidade de capacitação de pessoas para atuar nesse novo contexto das mídias sociais, visando garantir o desenvolvimento do potencial dessas tecnologias e sua utilização de forma eficiente. Conclui que a inserção das tecnologias digitais, como as mídias sociais, pelas bibliotecas universitárias, deve se constituir em um elemento essencial à modernização destas, principalmente no que diz respeito à comunicação organizacional, já que é capaz de dispor de um trabalho profissional nessa área diante de uma sociedade onde impera uma forte cultura virtual.


Palavras-chave


Mídias Sociais; Biblioteca Universitária; Marketing de Relacionamento

Texto completo:

PDF-A

Referências


BARRETO, Angela Maria. Informação e conhecimento na era digital. Transinformação, Campinas, 17(2): 111-122, maio/ago., 2005.

BARRETO, A. R. [et al.]. Manual de gestão de serviços de informação. Curitiba: TECPAR; Brasília: IBICT, 1997.

BATISTA, F.P.S. Gestão de marcas por meio das redes sociais: um estudo sobre a

utilização do Facebook. Dissertação (Mestrado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.Disponívelem:http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-26102011-172523/publico/FlaviaPreussSiqueiraBatista.pdf. Acesso em 24-11-2014.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. 11.ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008. (A era da informação: economia, sociedade e cultura; v. 1) 698 p.

DUGAICH, Célia. Marketing de relacionamento nas instituições de ensino. In:

COLOMBO, Sônia Simões [et al]. Marketing educacional em ação: estratégias e ferramentas. Porto Alegre: Artmed / Bookman, 2005.

FUJITA, Mariângela S. L. Aspectos evolutivos das bibliotecas universitárias em ambiente digital na perspectiva da rede de bibliotecas da UNESP. In: Informação & Sociedade: estudos, João Pessoa, v. 15, n. 2, p. 97-112, jul./dez. 2005

FREIRE, Gustavo Henrique. Construindo relações horizontais na internet: estudo de usuários on line. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 14, n. 2, p. 217-235, jul./dez. 2004.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5a Ed. São Pau-

lo: Atlas, 1999. 206p.

GRACIOSO, F. Marketing: uma experiência brasileira. São Paulo: Cultrix, 1971.

GRONROOS, Christian. Marketing: gerenciamento e serviços. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

KOTLER, Philip. Marketing de A a Z. Rio de Janeiro: Campus,1992.

KOTLER, Philip. Marketing estratégico para instituições educacionais. São Paulo: Atlas, 1994.

KOTLER, Philip; ARMSTRONG, Gary. Princípios de marketing. 7.ed. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos S.A., 1999.

LAINE, M.O.J. Key success factors of virtual communities. Dissertação (Mestrado emEngenharia) - Helsinki University of Technology, 2006.

LÉVY, Pierre. O que é o Virtual?.São Paulo: Editora 34, 1996, 2001.

MENOU, M. O profissional da informação para as bibliotecas universitárias do próximo século. In: SEMINÁRIO DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 11, Florianópolis, 24 a 28 abril 2000. Anais... Florianópolis: UFSC, 2000.

OCHI, Mara Sandra de Jesus Camargo. Marketing de relacionamento. Pós- Graduação. Centro Universitário de Franca (Uni-Facef). Franca, 2004.

OLIVEIRA, A. M. de. A internet como ferramenta Marketing nas Bibliotecas nas Bibliotecas. In: Informação & Informação. Londrina, v. 7, n. 2, p. 105-112, jul./dez. 2002.

PEPPERS, Don; ROGERS, Martha. Marketing um a um, marketing individualizado na era do cliente. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

PINHO, Júlio Afonso Sá de. As novas tecnologias da comunicação e informação diante da transversalidade entre natureza e cultura. Culturas midiáticas. João Pessoa, ano I, n.1, jul./dez. 2008.

RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RICHERS, R. O que é Marketing. 8.ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

SANTOS, D.A. Capital Social e redes sociais: a relevância do uso do Twitter por

empresários. (Trabalho de Conclusão de Curso) Comunicação Social – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

SILVA, C. C. M.; CONCEIÇÃO, M. R.; BRAGA, R. C. Serviço de coleções especiais da biblioteca da Universidade Federal de Santa Catarina: estágio curricular. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, v. 9, p. 134-140, 2004.

STONE, Merlin; WOODCOCK, Neil. Marketing de relacionamento. São Paulo: Littera Mundi, 1998.

VIEIRA, David Vernon, BAPTISTA, Sofia Galvão, CERVERÓ, Aurora Cuevas. As competências profissionais do bibliotecário 2.0 no espaço da biblioteca universitária: discussão da prática. Informação e sociedade: estudos, João Pessoa, v.23, n.2,p.45-58, maio / ago. 2013.

WEISSBERG, Jean-Louis. Paradoxos da teleinformática. In: PARENTE, André (org.).Tramas da rede: novas dimensões filosóficas, estéticas e políticas da comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2004.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2016v21n47p2



Direitos autorais 2016 Walqueline Silva Araújo, Júlio Afonso Sá Pinho Neto, Gustavo Henrique Araújo Freire

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)