A aprendizagem da linguagem física em um curso de introdução à Mecânica Clássica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2018v35n1p2

Palavras-chave:

Aprendizagem da Linguagem Física, Aprendizagem por Ostensão, Léxico

Resumo

Este estudo aborda a aprendizagem da linguagem física, segundo os pressupostos estabelecidos por Thomas Kuhn em A Estrutura das Revoluções Científicas e outros escritos. Trata-se de um estudo de caso, onde investigamos a aprendizagem do estudante A5 durante um curso introdutório de Mecânica Clássica. Por meio de seus relatos e resoluções de problemas foi possível concluir que as proposições de Kuhn são confirmadas no que diz respeito ao aprendizado da ciência Física e que estão relacionados aos efeitos e à utilização da linguagem pelo estudante. O principal destaque no processo de aprendizagem de A5 refere-se à expansão de seu léxico ou vocabulário. Com a análise dos dados coletados pudemos constatar que essa expansão se deu durante as aulas por meio de procedimentos didáticos instaurados pelo docente, que se pautava em explicações simples e diretas e na utilização contínua de exemplos. Por conseguinte, com as resoluções dos problemas propostos pelo professor, o estudante A5 demonstrou em suas manifestações e registros os processos de interpretação, principalmente durante o módulo de Lagrange. Fica evidente nesse processo que a Mecânica Lagrangiana, por exemplo, se enquadrou como um novo vocabulário adquirido por A5.

Biografia do Autor

Henrique Estevan Ballestero, Universidade Estadual de Maringá

Licenciado em Física (UEL, 2003), Especialista em Ensino de Física (UEL, 2006), Mestre (2009) e Doutor (2014) em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Foi professor de diversas instituições particulares e públicas de Ensino Médio e Superior. Atualmente é professor temporário da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Campus Umuarama.

Sergio Mello Arruda, Universidade Estadual de Londrina

Bacharel em Física (USP, 1976), Mestre em Ensino de Ciências (USP, 1994) e Doutor em Educação (USP, 2001). Foi professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL) de 1978 a 2016. Atualmente é Professor Sênior da UEL e Professor Visitante Sênior da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Marinez Meneghello Passos, Universidade Estadual de Londrina

Bacharel e Licenciada em Matemática (UEL, 1981-1982), Mestra em Matemática (UEL, 1989), Mestra em Educação (UEL, 2004) e Doutora em Educação para a Ciência (Unesp, 2009). Foi professora da Universidade Estadual de Londrina de 1982 a 2015. Atualmente é Professora Sênior da Universidade Estadual de Londrina.

Downloads

Publicado

2018-04-25

Edição

Seção

Pesquisa em Ensino de Física