Abordagens educativas, extensão rural e agricultura familiar em Biguaçu-SC

Autores

  • Cíntia Uller-Gómez Fundação de Meio Ambiente, Florianópolis, SC
  • Reney Dorow Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Florianópolis, SC
  • Lilian de Pellegrini Elias Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC
  • Carolina Gartner Prefeitura Municipal de Biguaçú, Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2013v10n1p287

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Extensão, Tema gerador, Momentos pedagógicos, Carvão vegetal

Resumo

O artigo apresenta o esforço de adaptação, aplicação e descrição do processo de “Investigação Temática” (FREIRE, 1975) associado aos Momentos Pedagógicos (DELIZOICOV, 1991) como base para a elaboração de programas de extensão rural – uma conjugação até então usada apenas na área de ensino de ciências. O trabalho foi realizado com comunidades rurais de Biguaçu, no litoral de Santa Catarina, tendo como objetivo inicial compreender os motivos da pouca participação da população nas atividades propostas pelos agentes de extensão rural e dos conflitos entre famílias. Apontamos o “mercado” como tema unificador, que sintetiza um conjunto de “temas geradores”: a) áreas de preservação permanente e floresta – inclui a produção clandestina de carvão vegetal até então ignorada pelos órgãos de assistência técnica; b) o uso intenso de agrotóxicos em alguns cultivos; c) a segurança alimentar; d) a assistência técnica. Concluímos que o fato de não se abordar os temas da população é uma das principais causas da pouca participação e sugerimos um exemplo de programa para iniciar o trabalho a partir do tema gerador relacionado à floresta. Com base nas discussões geradas durante a pesquisa e nos desdobramentos do tema proposto em atividades que incluem experimentos a campo com floresta e com aipins, diálogo com órgãos ambientais, legalização da atividade carvoeira e busca de mercados diferenciados, concluímos que a abordagem utilizada representa, de fato, um potencial para os trabalhos de extensão rural e alertamos para a necessidade de formação em serviço e de inserção desse tipo de conteúdo nos currículos das ciências agrárias.

Biografia do Autor

Cíntia Uller-Gómez, Fundação de Meio Ambiente, Florianópolis, SC

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina, mestrado em Agroecossistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina e doutorado em Ciências Humanas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Realizou estágio de pós-doutorado junto ao Grupo de Pesquisa-Extensão e Aprendizagem Participativas (PEAP) da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - EPAGRI (2009-2012). Atualmente é Analista Técnico em Gestão Ambiental da Fundação de Meio Ambiente - FATMA.

Reney Dorow, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Florianópolis, SC

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina, especialização em Agribusiness pela Fundação Getúlio Vargas, em Sistemas de Informação pela Universidade Federa de Santa Catarina e mestrado no Programa de Pós-Graduação em Agronegócios do Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios - CEPAN da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS É pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Lilian de Pellegrini Elias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC

Acadêmica de Economia (UFSC), Bolsista CNPq da Rede Sul Florestal no Epagri/Cepa.

Carolina Gartner, Prefeitura Municipal de Biguaçú, Florianópolis, SC

Graduação em Geografia (licenciatura/1996 e bacharelado/2012) pela Universidade do Estado de Santa Catarina e mestrado em Agroecossistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora no EJA - Educação de Jovens e Adultos (ensino regular) no município de Biguaçu. Já atuou em projetos de pesquisa científiica e de consultorias voltados para comunidades rurais nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul com enfoque na área da agricultura familiar, educação e conservação ambiental e pesquisa participativa.

Downloads

Publicado

2013-06-19

Edição

Seção

Artigos