Importância do 'upcycling' no desenvolvimento da moda: estudo de caso da marca Recollection Lab

Tamires Joaquim Lucietti, Andréa Cristina Trierweiller, Malena de Souza Ramos, Rafaela Bett Soratto

Resumo


O curto ciclo de vida de um produto da moda tem se mostrado como um grande problema ambiental. Da matéria-prima até o descarte, diversos impactos ambientais são gerados e, como alternativa de minimização, surgem marcas com o conceito de upcycling. Aquilo que teria como destino o lixo, transforma-se em produto com novo apelo e posicionamento no mercado. Este artigo tem como objetivo investigar como a marca Recollection Lab., de Criciúma, Santa Catarina, Brasil reutiliza peças que teriam como fim o descarte, servindo como matéria-prima para o surgimento de um novo nicho no segmento da moda: o upcycling, dando uma nova vida ao produto.


Palavras-chave


Moda; Sustentabilidade; Upcycling; Consumo consciente

Texto completo:

PDF/A

Referências


Aktas, R.; Kayalidere, K.; Kargin, M. Corporate sustainability reporting and analysis of sustainability reports in Turkey. International Journal of Economics and Finance, v. 5, n. 3, p. 113-125, 2013.

Anicet, Anne. Colagens têxteis: em busca de um design sustentável. Tese de Doutorado em Design, Universidade de Aveiro. Aveiro, 2012.

Aus, R. Trash to Trend - Using Upcycling in Fashion Design . Tallinn: Estonian Acadamy of Arts, 2011.

Barthes, R. Sistema da moda. São Paulo: Ed. Nacional; Ed. da Universidade de São Paulo, 1979.

Berlim, Lilyan. "Moda e Sustentabilidade: uma reflexão necessária." São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2012.

Bianchi, C.; Birtwistle, G. Sell, give away, or donate: an exploratory study of fashion clothing disposal behaviour in two countries. The International Review of Retail, Distribution and Consumer Research, v. 20, n.3, p. 353-368, 2010.

Baumann, H.; Boons, F.; Bragd, A. Mapping the green product development field: engineering, policy and business perspectives. Journal of Cleaner Production, Amsterda, v.10, n.5, p.409-425, Oct. 2002.

Braungart, Michael; Mcdonough, Willian. Cradle to cradle. Remaking the way we make things. London: Vintage Books, 2002.

Corneo, G.; Jeanne, O. A theory of fashion based on segmented communication. Discussion Paper n. A-462, Department of Economics, University of Bonn, Bonn, 1994.

Elkington, J. Enter the triple bottom line. In: HENRIQUES, A.; RICHARDSON, J. (Ed.). The triple bottom line: does it all add up. London: EarthScan, 2004.

EPA – ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Reuse, reduce & recycle. Disponível em: http://www.epa.gov/osw/ acessado em Fevereiro/2017.

Fletcher, K.; Groose, L.“Moda e sustentabilidade: design para mudança”, Tradução Janaína Marcoantonio, São Paulo: Editora SENAC, 2011.

Fuad-Luke, Alastair. EcoDesign: The Sourcebook. São Francisco, CA: Chronicle Books, 2010.

Galleli, B., Sutter, M. B., MacLennan, M. L. F., Polo, E. F., & Correa, H. L. Sustentabilidade na moda brasileira: oportunidades e desafios no mercado internacional. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 9, n. 3, p. 45-62, 2016.

Krucken, Lia. Design e Território–Valorização de identidades e produtos locais. Studio Nobel, 2009.

Ljungberg, L.Y. Materials selection and design for development of sustainable products. Materials and Desig. v.28, p.466–479, 2007.

Malaguti, C. Requisitos Ambientais para o desenvolvimento de produtos. São Paulo: CSPD – Centro São Paulo Design, 2005

Moreira, R. N., Marinho, L. F. D. L., Barbosa, F. L. S. O Modelo de Produção Sustentável Upcycling: o Caso da Empresa TerraCycle. EGEMA, 2017.

Nilipour, A.; Nilipour, A. Survey of the association between financial performance and corporate sustainability performance (Case Study: Cement Companies Accepted at Tehran Stock Exchange). Interdisciplinary Journal of Contemporary Research In Business, v. 3, n. 9, p. 10841092, 201

Oliveira, J. A. C.; Sposto, R. M; Blumenschein, R. N. Ferramenta para avaliação da sustentabilidade ambiental na fase de execução de edifícios no Distrito Federal. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, v. 7, n. 2, p. 11-21, 2012.

Recycling, upcycling e downcycling. Disponível em http://embalagemsustentavel.com.br/2011/02/17/recycling-downcyclingupcycling/ acessado em Fevereiro/2017.

Rozenfeld, H.; Forcellini, F.A.; Amaral, D.C.; Toledo, J.A.; Silva, S.L.; Alliprandini, D.H.; Scalice, R.K. Gestão de desenvolvimento de produtos: uma referência para a melhoria do processo. São Paulo: Saraiva, 2006.

Saffi, Beatriz. Brasília escala humana: upcycling com tecido descartado para a marca Pau-Brasília. 2015. 129 f., il. Monografia (Bacharelado em Desenho Industrial) — Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

Savitz, A. W.; Weber, K. A empresa sustentável: o verdadeiro sucesso é o lucro com responsabilidade social e ambiental. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

Shoup, K. Rubbish! Reuse your Refuse. New Jersey: Wiley Publishing, 2008

Viegas, P. B.; Bianchi, R. C.; Medeiros, F. S. B. Práticas sustentáveis ambientais utilizadas no setor de pós-vendas em concessionárias de veículos leves: um estudo de multicasos. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, Bauru, Ano 10, nº 1, jan-mar/2015, p. 101-117.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2018v15n2p143

Direitos autorais 2018 Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.